Header AD

PT vai para o colo do governo Waldez.

Em Resolução, o Partido dos Trabalhadores (PT) decide aprovar aliança com o governo do PDT.

Foto: Arquivo - PT

Os dirigentes do PT entendem que o partido do governador  Waldez sempre esteve na base de apoio ao Governo de Dilma Rousseff. A reunião foi realizada nesta segunda - feira, 01, na sede no diretório estadual. A resolução está sendo vista como uma contradição frente os acontecimentos em Brasília, pois o PDT nacional rompeu com o governo federal no momento mais difícil para o governo Dilma, às vésperas das manifestações de 16 de Agosto.

"Fica aprovada a aliança com o governo do PDT por entendermos que é um partido que sempre deu sustentação ao nosso governo federal e que está se colocando à disposição em âmbito local para consolidar um projeto político que contemple o PT nas eleições municipais de 2016, em diversos municípios do Estado", diz a resolução.

Sem nenhum deputado estadual, e nenhum deputado federal, o PT local deseja fazer uma frente de partidos, incluindo o PDT, para as disputadas das eleições municipais de 2016.

Leia a íntegra da resolução.

RESOLUÇÃO POLÍTICA SOBRE ALIANÇAS PARTIDÁRIAS

O Partido dos Trabalhadores do Estado do Amapá iniciou o debate sobre as eleições 2016 na lógica da reconstrução do protagonismo do Partido em todo o Estado, lançando para o debate com a sociedade a possibilidade de resgate eleitoral das Prefeituras que já foram administradas pelo PT e de outras onde temos reais condições de disputa.

Por entender que as eleições municipais terão um caráter nacional e em sintonia com as deliberações aprovadas pelas instâncias superiores, buscamos as melhores condições políticas locais para o nosso soerguimento e reconstrução.

A nova conjuntura posta no Amapá exige uma recomposição geral das forças políticas no Estado, já que o PT se encontra em um quadro de fragilização local e nacional onde precisamos, urgentemente, nos inserir nesse jogo.

Entendemos que o PT cumpriu de forma correta o seu papel de Partido de proposições nos últimos anos no Amapá. As nossas bancadas e as nossas lideranças sempre pautaram suas atuações com responsabilidade, assumindo um caráter propositivo durante suas intervenções nos parlamentos e nos executivos.

Continuaremos firmes e ao lado dos interesses de nosso Estado, criticando o que for preciso e ajudando a construir alternativas concretas nas políticas públicas do governo.

Dessa forma, o Diretório Estadual do PT/AP, reunido nesta data, depois de analisada a conjuntura estadual, RESOLVE que:

1 – Todas as políticas de alianças nas eleições municipais de 2016 deverão ser, obrigatoriamente, homologadas pelo Diretório Estadual, antes da sua consolidação;

2- O PT buscará alianças com outros partidos, nos municípios diversos, priorizando as cabeças de chapas das candidaturas às prefeituras onde o PT já governou e em municípios que, nas eleições de 2012, tivemos bom desempenho eleitoral;

3 – O GTE (Grupo de Trabalho Eleitoral) Estadual será permanente e ficará responsável em ajudar, acompanhar e avaliar o processo eleitoral nos municípios, sendo composto pelas forças politicas do DE eleitas no PED de 2013 e pelos Setoriais do Partido;

4 – A Direção Estadual, em conjunto com as instâncias municipais, deverá buscar a unidade de todos os partidos aliados do governo federal na construção de um grande projeto político, com programas de governos que pautem uma agenda de desenvolvimento do Amapá, debatendo com a população os avanços necessários para o nosso povo, ouvindo as pessoas, respeitando as nossas diferenças e construindo ações que melhorem as vidas dos amapaenses.

5 – Fica criado o Conselho Político, a ser composto por lideranças do PT e de segmentos sociais que tenham relações partidárias, que serão escolhidos pela Comissão Executiva estadual, com o objetivo de contribuir nas análises de conjunturas.

6 – Dirigentes partidários estaduais e municipais que ocupem ou venham ocupar cargos comissionados em governos que não façam parte do projeto político local autorizado pelo Diretório Estadual deverão se licenciar das suas funções partidárias;

7 – Fica aprovada a aliança com o governo do PDT por entendermos que é um partido que sempre deu sustentação ao nosso governo federal e que está se colocando à disposição em âmbito local para consolidar um projeto político que contemple o PT nas eleições municipais de 2016, em diversos municípios do Estado;

8 – O PT do Amapá fará uma grande frente de partidos da base aliada para as eleições municipais de 2016, visando dar sustentação ao nosso projeto nacional.

Macapá-AP, 01 de setembro de 2015.

DIRETÓRIO ESTADUAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES DO AMAPÁ
__
PT vai para o colo do governo Waldez. PT vai para o colo do governo Waldez. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, setembro 02, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD