Header AD

Procurador eleitoral pede cassação de Mira Rocha e Marcos Reátegui.

Procurador da República, Ricardo Augusto Negrini, que atua no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), emitiu parecer pela cassação do diploma da deputada estadual Mira Rocha (PTB) e do deputado federal Marcos Reátegui (PSC); o TRE acusa os parlamentares de abuso do poder econômico e corrupção eleitoral nas eleições de 2014 e pede cassação dos diplomas; a relatora do processo é a desembargadora Stella Ramos. As informações são do Ministério Público Eleitoral do Amapá e do jornal Diário do Amapá.

Foto: Asscom/Gab.

O Ministério Público Eleitoral acusa os deputados de prática de abuso do poder econômico e de corrupção eleitoral. Segundo a denúncia, com a participação do prefeito do município de Santana, Robson Rocha, irmão de Mira Rocha, ambos teriam obrigado servidores temporários da Prefeitura a participarem de atos de campanha, muitas vezes realizados no horário do expediente, acrescentando que, passada a eleição, os contratados que não se empenharam na campanha foram demitidos.

O Ministério Público Eleitoral juntou como provas termos de depoimentos de diversas testemunhas, provas de suas contratações e termos de demissão. Mais de dez testemunhas foram ouvidas, áudios apresentados e acareações foram realizadas.

Na acusação, o Ministério Público Eleitoral sustenta que as provas dos autos deixam clara a prática de abuso do poder econômico e corrupção eleitoral, em beneficio das candidaturas de Marcos Reátegui e Mira Rocha, contanto com o apoio do prefeito de Santana Robson Rocha, irmão de Mira.

Documentos apreendidos na prefeitura de Santana apontam que o número de contratos administrativos subiu 44%, saltando de 442, em 2013, para 636, em 2014.

O procurador observa que a prefeitura de Santana aumentou de forma significativa o número de contratados no ano da eleição, e logo depois, sob o argumento de queda de receitas, demitiu diversos deles. “Assim, devem ser cassados os diplomas dos candidatos, visto que praticados ilícitos eleitorais graves, que afetaram o equilíbrio e legitimidade do pleito de 2014”, acusou o procurador.

Com a apresentação do parecer pela Procuradoria Eleitoral, o TRE-AP vai abrir vistas para a defesa se manifestar. Após isso, todas as testemunhas e os próprios parlamentares serão ouvidos.
 ___
Procurador eleitoral pede cassação de Mira Rocha e Marcos Reátegui. Procurador eleitoral pede cassação de Mira Rocha e Marcos Reátegui. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, setembro 19, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD