Header AD

Procurador eleitoral pede cassação de Mira Rocha e Marcos Reátegui.

Procurador da República, Ricardo Augusto Negrini, que atua no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), emitiu parecer pela cassação do diploma da deputada estadual Mira Rocha (PTB) e do deputado federal Marcos Reátegui (PSC); o TRE acusa os parlamentares de abuso do poder econômico e corrupção eleitoral nas eleições de 2014 e pede cassação dos diplomas; a relatora do processo é a desembargadora Stella Ramos. As informações são do Ministério Público Eleitoral do Amapá e do jornal Diário do Amapá.

Foto: Asscom/Gab.

O Ministério Público Eleitoral acusa os deputados de prática de abuso do poder econômico e de corrupção eleitoral. Segundo a denúncia, com a participação do prefeito do município de Santana, Robson Rocha, irmão de Mira Rocha, ambos teriam obrigado servidores temporários da Prefeitura a participarem de atos de campanha, muitas vezes realizados no horário do expediente, acrescentando que, passada a eleição, os contratados que não se empenharam na campanha foram demitidos.

O Ministério Público Eleitoral juntou como provas termos de depoimentos de diversas testemunhas, provas de suas contratações e termos de demissão. Mais de dez testemunhas foram ouvidas, áudios apresentados e acareações foram realizadas.

Na acusação, o Ministério Público Eleitoral sustenta que as provas dos autos deixam clara a prática de abuso do poder econômico e corrupção eleitoral, em beneficio das candidaturas de Marcos Reátegui e Mira Rocha, contanto com o apoio do prefeito de Santana Robson Rocha, irmão de Mira.

Documentos apreendidos na prefeitura de Santana apontam que o número de contratos administrativos subiu 44%, saltando de 442, em 2013, para 636, em 2014.

O procurador observa que a prefeitura de Santana aumentou de forma significativa o número de contratados no ano da eleição, e logo depois, sob o argumento de queda de receitas, demitiu diversos deles. “Assim, devem ser cassados os diplomas dos candidatos, visto que praticados ilícitos eleitorais graves, que afetaram o equilíbrio e legitimidade do pleito de 2014”, acusou o procurador.

Com a apresentação do parecer pela Procuradoria Eleitoral, o TRE-AP vai abrir vistas para a defesa se manifestar. Após isso, todas as testemunhas e os próprios parlamentares serão ouvidos.
 ___
Procurador eleitoral pede cassação de Mira Rocha e Marcos Reátegui. Procurador eleitoral pede cassação de Mira Rocha e Marcos Reátegui. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, setembro 19, 2015 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD