Header AD

MPF/AP questiona emenda da Alap que submete nomeações do Executivo e MP à aprovação de parlamentares.

Para o Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP), a medida que condiciona a nomeação dos Procuradores-Gerais de Justiça e do Estado, além de outras autoridades, à prévia aprovação pela maioria dos membros da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) fere a Constituição Federal.

Na última semana, procuradores da República lotados no MPF/AP representaram ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, para que avalie a possibilidade de propor Ação Direta de Inconstitucionalidade perante o Supremo Tribunal Federal (STF) contra a emenda resultante da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 0003/15. As informações são da assessoria do Ministério Público federal (MPF-AP).

A emenda, de autoria do deputado estadual Moisés Souza (PSC), presidente da Casa, altera o artigo 95 da Constituição do Estado do Amapá, dando ao Legislativo estadual a prerrogativa de aprovar previamente, por maioria de seus membros, os nomes de Procuradores Gerais de Justiça e do Estado, além dos presidentes de fundações estaduais, agências de fomento, sociedades de economia mista e empresas públicas. Pelo dispositivo, a Alap passa a ter o poder de rejeitar os nomes dos indicados pelo chefe do Poder Executivo estadual a esses cargos.

A PEC recebeu parecer favorável do relator, deputado estadual Charles Marques (PSDC), e foi aprovada em dois turnos no último dia 24 de agosto. Entre a apresentação do projeto pelo autor, a tramitação em comissões e a aprovação em plenário, o intervalo foi de pouco mais de duas semanas.

Para os membros do MPF/AP, as alterações propostas pela PEC, a princípio, contrariam entendimento do STF. Em ação semelhante relativa ao Estado de Roraima, os ministros do Supremo posicionaram-se no sentido de que esse tipo de norma, que incide sobre o provimento e o processo de aprovação dos nomes para determinados cargos, é de iniciativa privativa do chefe do Poder Executivo. A partir da representação, caberá ao Procurador-Geral da República avaliar a propositura de ADI perante o STF.

___
MPF/AP questiona emenda da Alap que submete nomeações do Executivo e MP à aprovação de parlamentares. MPF/AP questiona emenda da Alap que submete nomeações do Executivo e MP à aprovação de parlamentares. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, setembro 03, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD