Header AD

ALAP aprova nome de Michel JK em sabatina para assumir vaga no TCE.

A Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP) aprovou  na manhã desta terça-feira (28) indicação do governador Waldez Góes (PDT) enviada à Casa, do deputado estadual Michel JK (PSDB) para ocupar vaga vitalícia de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) deixada por Manoel Dias, recentemente aposentado . Foram 21 votos a favor e duas abstenções.

Foto: Asscom Alap.
O parlamentar foi sabatinado por mais de uma hora, pelos seus pares, respondendo a todos os questionamentos.

As perguntas tiveram foco na crise econômica que castiga o país e na fragilidade contábil dos municípios. Formado em economia há 10 anos e com experiência na iniciativa privada e no serviço público, Michel JK disse que se considera preparado para exercer a função de conselheiro e garantiu que vai desenvolver atividades na Corte de Contas, buscando medidas que reduzam o descompasso de recursos entre os pequenos municípios.

Perfil: Michel Houat Harb – o Michel JK – empresário e economista nascido em Macapá, Estado do Amapá em 12 de junho de 1978. Filho de Romeu e Kátia, empresários do comércio amapaense (que estiveram presentes à sabatina), começou a trabalhar aos 10 anos no Magazine Brasília de propriedade de sua família. Aos 17 anos assumiu, juntamente com seus irmãos, a Importadora JK. Formou-se em Economia pelo Centro de Ensino Superior do Amapá - CEAP. Entrou para o ramo da hotelaria e de abastecimento de combustíveis. Casou-se com Marilu, são os pais de Gustavo, Karime e Michel Filho.

Em 2003, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB/AP, com intenção de continuar os ideais iniciados pelo avô materno Stefhan Houat, primeiro Presidente da Câmara de Vereadores de Macapá. Candidatou-se a Vereador do Município de Macapá em 2004, sendo o mais votado naquele pleito, com 4.095 votos. Limitado a desenvolver seu trabalho somente em Macapá e seus distritos, percebeu a necessidade de estender seus projetos. Determinado com a ideia, em 2006, lançou candidatura a Deputado Estadual e conseguiu se destacar como 10º colocado entre os 24 deputados da Assembleia Legislativa do Amapá, onde cumpre seu terceiro mandato consecutivo, sendo que há dois anos exerce a função de Corregedor Geral da Assembleia Legislativa do Estado, executando gestão administrativa e financeira da Casa de Leis.

Michel JK, foi condenado pelo juiz Paulo Madeira da 6ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá, na quarta - feira (16) a devolver cerca de R$ 700 mil de recursos desviados da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

A aprovação do deputado acontece uma semana depois de o Ministério Público (MP-AP) ter recomendado ao governo a observação dos requisitos à nomeação em relação à legislação pertinente à inelegibilidade para ocupação de cargo público, assim como seja exigida toda documentação comprobatória da idoneidade moral e reputação ilibada. A legislação vigente obriga postulante ao cargo ter comprovação do exercício de função ou de efetiva atividade profissional, por mais de 10 (dez) anos, além de notórios conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos, financeiros e de administração pública.

O parlamentar teve o nome envolvido no escândalo do possível esquema de compra de juízes no Tribunal Eleitoral (TRE). Ele aparece em áudio e nas conversações confirma suposta compra de votos no Tribunal.
___
ALAP aprova nome de Michel JK em sabatina para assumir vaga no TCE. ALAP aprova nome de Michel JK em sabatina para assumir vaga no TCE. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, setembro 30, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD