Header AD

Operação Eclésia: TJAP inicia audiência de instrução.

Primeira audiência de instrução para julgamento de ação da Operação Eclésia inicia no TJAP.

Foto: MP-AP.
O Ministério Público do Amapá (MP-AP) iniciou, na manhã de segunda-feira (3), a primeira audiência de instrução da ação penal decorrente da Operação Eclésia/2012, ajuizada contra o deputado estadual Moisés Souza e o ex-deputado estadual Edinho Duarte, além de servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (ALEAP) e a proprietária da empresa INFOMANAGER LTDA. As informações são do MP-AP.

De acordo com o MP-AP, a primeira audiência se refere à denúncia do MP-AP de fraude em licitação na contratação de empresa especializada na implementação de um processo de digitalização de todo acervo documental da ALEAP, na ordem de R$ 8.500.000,00 (oito milhões e quinhentos mil reais).

Iniciada a instrução pelo presidente do TJAP, em exercício, desembargador Raimundo Vales, foram ouvidas testemunhas da acusação e da defesa dos réus na ação penal: Moisés Souza, Edinho Duarte, Edmundo Ribeiro Tork e Janiery Torres Everton, da ALEAP, e a empresária Rita de Cássia da Silva Melo.

O Ministério Público do Amapá ingressou com mais de 20 denúncias contra parlamentares, dirigentes da mesa diretora e servidores da Casa de Leis, em decorrência do farto material recolhido durante a Operação Eclésia, que comprova diversas irregularidades e que gerou, além das ações penais, diversas ações de improbidade.

“É importante que a sociedade saiba que, a partir de agora, outras ações serão instruídas e julgadas. A exemplo do que vem acontecendo no cenário nacional, com a Operação Lava Jato em curso, fica evidente que esta luta do Ministério Público brasileiro no combate à corrupção é intensa e ininterrupta, e não tem qualquer conotação político-partidária, mas, tão somente, a defesa do patrimônio da sociedade”, finalizou o procurador de Justiça do MP-AP.

A denúncia

De acordo com a denúncia, em maio de 2011, o secretário de administração da Assembleia Legislativa, à época, Ednardo Tavares de Souza, encaminhou ao então presidente daquela Casa de Leis, deputado Moisés Souza, um memorando em que sugeria a implementação de um processo de digitalização de todo acervo documental da ALEAP.

Diante da provocação, a Assembleia Legislativa, por meio de seu presidente, Moisés Souza, resolveu instaurar procedimento licitatório para atender a tal demanda, na modalidade de pregão, saindo-se vencedora a empresa “INFOMANAGER LTDA.”, representada pela acusada Rita de Cássia, única empresa a participar da licitação.

Segundo o MP-AP, foram apuradas várias irregularidades e ilegalidades ocorridas antes, durante e após o Pregão 010/2011-AL/AP, como ausência de critérios de aceitabilidade e fraude na pesquisa prévia de preços, inserção de cláusula restritiva à licitação, sobrepreço, declaração falsa, inexistência de termo de contrato, liquidação irregular de despesas e ausência de fiscal do contrato.

___
Operação Eclésia: TJAP inicia audiência de instrução. Operação Eclésia: TJAP inicia audiência de instrução. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, agosto 05, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD