Header AD

MP-AP ajuíza ação para que SEED regularize contratação de professores.

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) ajuizou, na segunda-feira (10), uma Ação Civil Pública (ACP) visando à anulação das contratações provenientes do Processo Seletivo Simplificado nº 001/2015 da Secretaria de Estada da Educação (SEED), para contratação de professores e pedagogos.

Foto: MP/AP.

O Ministério Público pede a realização de novo processo seletivo, no prazo de 45 dias, também pediu, liminarmente, a nomeação dos candidatos aprovados no concurso público realizado em 2012. As informações são da assessoria de comunicação.

A Instituição informa que  ajuizou a ACP a partir de várias reclamações as quais deram também ensejo a vários outros procedimentos que seguem tramitando naquela especializada - diante das inúmeras reclamações recebidas, e ante a ausência de informações solicitadas à SEED e a tentativa frustrada de regularizar a situação das contratações, mediante assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

Na Ação assinada pela  promotora de Justiça Christie Girão e por outros membros do MP-AP diz que o “O edital [nº 001/2015-SEED] já nasceu nulo, vez que não fixou qualquer critério objetivo de avaliação, de modo que se feriram, de morte, todos os princípios administrativos que norteiam e regem a Administração Pública. Não houve a fixação, no edital, de pontuação para cada titulação, deixando na obscuridade a forma como as contratações ocorreram; O edital não fixou nenhum critério de avaliação e, como não poderia ser diferente, não fixou qualquer critério de desempate; As contratações temporárias foram realizadas sem qualquer previsão de realização de novo concurso público (...) Portanto, fácil é a constatação de que a presente ação foi medida imperiosa e necessária para se restabelecer a legalidade e moralidade que devem vigorar em qualquer gestão pública”, ressaltou a.

O MP pede a imediata suspensão das contratações provenientes do Processo Seletivo Simplificado para Contratação Temporária de Professores e Pedagogos (cadastro de reserva) para atuarem na Educação Básica, regidas pelo Edital nº 001/2015-SEED, até a realização de novo Processo Seletivo, a ser concluído no prazo de 45 (quarenta e cinco) dias;

Fixação de prazo máximo de 6 meses para que seja deflagrado novo concurso público para a contratação de profissionais da Educação;

A liminar requer, também, que seja determinada a contratação prioritária, de acordo com disponibilidade orçamentária, dos professores aprovados no concurso da Educação realizado no ano de 2012 e que se encontram no cadastro de reserva aguardando nomeação.

__
MP-AP ajuíza ação para que SEED regularize contratação de professores. MP-AP ajuíza ação para que SEED regularize contratação de professores. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, agosto 14, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD