Header AD

Morte de bebês derruba secretário.

Após repercussão das recentes mortes de crianças no Pronto Atendimento Infantil, secretário Pedro Leite pede demissão.

Foto: Agência AP.
Depois do estrago que causou na opinião pública a notícia das mortes de seis (6) bebês em menos de uma semana no Pronto Atendimento Infantil (PAI) e a incineração junto com lixo hospitalar de uma criança, ficou insustentável a permanência do secretário Pedro Leite no cargo de secretário da saúde. Ele pediu para sair nesta terça-feira (11) diante da grave crise na saúde pública do Estado e do desgaste do governo Waldez no setor.

O secretário chegou a ser acusado de "covarde" pelo deputado da base aliada do governo, Pedro da Lua (PSC), em sessão na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira, 10, devido ao não comparecimento de Pedro Leite à entrevista coletiva para esclarecer o que havia ocorrido sobre o sumiço de uma criança da Maternidade.

A crise já derrubou dois secretários adjuntos da saúde, médicos Fernando  Nascimento e Joel Brito, que também entregaram os cargos em maio.

De acordo com informações, Pedro Leite endereçou carta de demissão em caráter irrevogável ao governador Waldez Góes. Leite já foi nomeado secretário adjunto da Secretaria de Relações Institucionais, que tem Jorge Amanajás como titular. Até o momento o governo não informou quem deverá substitui-lo no comando da pasta da saúde.
__

Morte de bebês derruba secretário. Morte de bebês derruba secretário. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, agosto 11, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD