Header AD

Em meio a crise, GEA anuncia medidas para cortar gastos.

Decreto do Governo diz que adotará corte de gastos na máquina pública; as medidas fazem parte de ações para garantir o pagamento de pessoal e investimentos em Saúde, Educação e Segurança; meta de cortes entra em contradição com aumento de cargos comissionados e inchaço da folha de pagamento.

Foto: GEA

O governador Waldez Góes (PDT) assinou decreto nesta segunda - feira, 31, que estabelece medidas de cortes nos gastos com o custeio da máquina pública em órgãos do Poder Executivo. O motivo da ação é a queda na arrecadação em decorrência do desaquecimento da economia nacional.

O pacote contém medidas como suspensão de cessão de pessoal, licenças, diárias, passagens áreas, redução de consumo de energia elétrica, frota de veículos e cota de combustível, redução em 50% a despesa com telefonia móvel, do quantitativo de linhas de telefonia fixa que efetuem ligações para telefones móveis, acesso à rede pública, serviços de discagem direta à distância e de discagem direta internacional, dentre outros custeios do Estado.

Dentre as ações, fica suspensa a disponibilização de pessoal, com ônus para o órgão ou a entidade de origem, para outros Poderes do Estado ou entes da Federação, concessão de licença-prêmio e licença sem vencimento que gere a necessidade de contratação temporária.

Com o decreto, fica suspenso a concessão de diárias e passagens para deslocamento ao interior do Estado. O documento prevê ainda o adiamento do chamamento de aprovados em concursos públicos, além de suspensão de eventos que possam implicar em despesas de serviços de buffet, filmagens, locação de espaços e demais despesas afins.

Contradição.

No início do ano, o governo aumentou os salários do primeiro e do segundo escalão, depois disso o GEA vem decretando a criação de vários cargos comissionados e com isso, há o acréscimo na folha de pagamento.

Embora o governo diga que a crise econômica chegou ao Amapá, a folha de pagamento do Estado aumentou durante esses sete meses. De acordo com o portal da Transparência, em janeiro deste ano, o Governo do Estado contava com 28.656 servidores, em em maio chegou a 32.933, ou seja, 4.277 servidores a mais na folha de pagamento.

O inchaço saltou de R$ R$ 126.012.670,70 em junho de 2014 para R$ 184.566.254,86 em junho de 2015. Um acréscimo de mais de  R$ 58.553.584,16 no mesmo período do ano passado.

Veja dados do Portal da Transparência.

Janeiro: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Fevereiro: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Março: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Abril: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Maio: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Junho: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1
__
Em meio a crise, GEA anuncia medidas para cortar gastos. Em meio a crise, GEA anuncia medidas para cortar gastos. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, agosto 31, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD