Header AD

Em meio a crise, GEA anuncia medidas para cortar gastos.

Decreto do Governo diz que adotará corte de gastos na máquina pública; as medidas fazem parte de ações para garantir o pagamento de pessoal e investimentos em Saúde, Educação e Segurança; meta de cortes entra em contradição com aumento de cargos comissionados e inchaço da folha de pagamento.

Foto: GEA

O governador Waldez Góes (PDT) assinou decreto nesta segunda - feira, 31, que estabelece medidas de cortes nos gastos com o custeio da máquina pública em órgãos do Poder Executivo. O motivo da ação é a queda na arrecadação em decorrência do desaquecimento da economia nacional.

O pacote contém medidas como suspensão de cessão de pessoal, licenças, diárias, passagens áreas, redução de consumo de energia elétrica, frota de veículos e cota de combustível, redução em 50% a despesa com telefonia móvel, do quantitativo de linhas de telefonia fixa que efetuem ligações para telefones móveis, acesso à rede pública, serviços de discagem direta à distância e de discagem direta internacional, dentre outros custeios do Estado.

Dentre as ações, fica suspensa a disponibilização de pessoal, com ônus para o órgão ou a entidade de origem, para outros Poderes do Estado ou entes da Federação, concessão de licença-prêmio e licença sem vencimento que gere a necessidade de contratação temporária.

Com o decreto, fica suspenso a concessão de diárias e passagens para deslocamento ao interior do Estado. O documento prevê ainda o adiamento do chamamento de aprovados em concursos públicos, além de suspensão de eventos que possam implicar em despesas de serviços de buffet, filmagens, locação de espaços e demais despesas afins.

Contradição.

No início do ano, o governo aumentou os salários do primeiro e do segundo escalão, depois disso o GEA vem decretando a criação de vários cargos comissionados e com isso, há o acréscimo na folha de pagamento.

Embora o governo diga que a crise econômica chegou ao Amapá, a folha de pagamento do Estado aumentou durante esses sete meses. De acordo com o portal da Transparência, em janeiro deste ano, o Governo do Estado contava com 28.656 servidores, em em maio chegou a 32.933, ou seja, 4.277 servidores a mais na folha de pagamento.

O inchaço saltou de R$ R$ 126.012.670,70 em junho de 2014 para R$ 184.566.254,86 em junho de 2015. Um acréscimo de mais de  R$ 58.553.584,16 no mesmo período do ano passado.

Veja dados do Portal da Transparência.

Janeiro: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Fevereiro: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Março: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Abril: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Maio: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1

Junho: http://www.transparencia.ap.gov.br/consulta/3/41/pessoal/folha-de-pagamento-por-servidor/detalhes/1
__
Em meio a crise, GEA anuncia medidas para cortar gastos. Em meio a crise, GEA anuncia medidas para cortar gastos. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, agosto 31, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD