Header AD

Acadêmicos da Unifap ocupam reitoria.

Os estudantes da Universidade Federal do Amapá, junto com Diretório Central dos Estudantes (DCE), ocupam a reitoria da Unifap desde a última quarta-feira (26).

Foto: RepórterCrivel.
Eles protestam contra os cortes na educação por parte do Governo Federal e contra ataques da atual gestão da reitora Eliane Superti.

“O nosso objetivo é conversar com a reitora de forma pública, já que ela se blinda de todas as formas, tanto judiciais quanto nas reuniões, pois ela fecha apenas com quem ela quer conversar”, informa o departamento de comunicação do DCE.

Os estudantes pedem que as demandas que já foram apresentadas sejam atendidas e que o desrespeito dessa gestão com o movimento grevista tenha fim.

Segundo os ocupantes, eles só tornaram o movimento mais radical, mais duro, ocupando o prédio da reitoria, porque existe a intenção de chamar a atenção da sociedade e dos próprios funcionários da universidade deixando visível que a instituição apresenta um ensino precário, que a qualidade está deixando a desejar e que a atual gestão está muito aquém com os movimentos estudantis, com o movimento de greve dos técnicos e professores e com a qualidade da universidade.

“A gente quer provocar a população do nosso estado a ver a precariedade da universidade e fiquem solidários conosco, com a luta dos estudantes e que a gente consiga fazer com que a professora Eliane Superti tire as promessas do papel e faça, de fato, que a nossa universidade seja uma universidade gratuita, pública e de qualidade”, comenta.

Os estudantes estão acampados no prédio da reitoria, de onde dizem que só sairão quando a reitora for conversar com eles. O gabinete da reitora informou que a mesma está em Brasília negociando com o Governo Federal recursos para a universidade. Ela só retornará à Macapá hoje, sexta-feira (28).


Audiência.


Os acadêmicos realizam audiência nesta sexta-feira (28/08) com a administração que aconteceu no hall de entrada do prédio onde funcionam os principais órgãos administrativos da universidade. No encontro estiveram presentes técnicos e professores, em processo de greve desde maio.

A audiência também serviu para esclarecimento de prazos de obras que estão atrasadas, e para justificativa dos diversos cortes de verbas destinadas a assistência estudantil e a não criminalização do movimento, dada como exemplo a matéria do Jornal do Dia, onde a Vice-reitora Adelma Barros acusa os ocupantes de ter arrombado uma sala.

Igor diz que uma das coisas que o DCE é mais cobrado por parte dos estudantes é em relação aos auxílios. “Existem auxílios que foram cortados em 300%. Em contrapartida, a Reitoria anuncia a abertura de cinco novos cursos, sendo que os que já existem não conseguem minimamente assistir aula por causa de energia elétrica no campus”, desabafa.

Um dos objetivos da reunião foi o de estabelecimento de prazos para a realização das pautas encaminhadas. A Reitora Eliane Superti informou que para um processo licitatório é necessário um prazo médio de dois meses. A Reitora também disse que precisa fazer novos polos de geração de energia, já que a rede atual simplesmente não resiste a capacidade consumida, causando diversos apagões.

A comissão que sistematizou a audiência enviará os encaminhamentos ainda nesta sexta-feira.

Com informações do "Jornal do Dia" e do portal "RepórterCrivel".
__
Acadêmicos da Unifap ocupam reitoria. Acadêmicos da Unifap ocupam reitoria. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, agosto 28, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD