Header AD

Ação do GEA e de senadores tornou possível a liberação de cerca R$130 milhões para o AP.

BNDES diz que liberação de R$130 milhões só foi possível devido a "esforço conjunto do Governo do Estado e da bancada de representantes do Amapá no Senado Federal".

Logo BNDES.
De acordo com nota do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o depósito de recursos da Instituição para a retomada de obras no estado aconteceu em decorrência do "esforço conjunto do Governo do Estado e da bancada de representantes do Amapá no Senado Federal". A nota afirma ainda que tanto representantes do Executivo quanto a bancada de senadores foram recebidos pela direção do Banco, com o objetivo de viabilizar a liberação dos recursos. O governo do Estado regularizou em maio algumas pendências, o que acabou culminando com o desembolso dos recursos. Também foi importante a articulação dos senadores, que fizeram menção ao BNDES a respeito da relevância das obras financiadas.

Leia nota.

BNDES libera R$ 129 milhões para projetos no Amapá

Recursos foram desembolsados após ação do Executivo e gestões de senadores do Estado

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou na última quinta-feira, 23, um total de R$ 129,059 milhões para o Amapá. Com os recursos, o Estado poderá dar continuidade a uma série de obras importantes para a população local.

Entre os projetos estão a construção da ponte sobre o rio Matapi, além de uma série de obras na área de saúde: a ampliação e reforma do Hospital da Criança e do Adolescente em Macapá, a ampliação do Hospital Estadual no Município de Santana e a construção de sua Unidade de Nefrologia, a implantação de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Macapá e Laranjal do Jari, a construção do Hospital de Partos Normais (maternidade da zona norte) em Macapá.

Parte dos recursos também será utilizada em serviços de recuperação da rede geodésica e renovação da base cartográfica do Estado, estes dois últimos com apoio do IBGE e do Exército Brasileiro. Todos estes projetos serão apoiados com um crédito de R$ 125 milhões do BNDES, por meio da linha BNDES Estados, que financia investimentos das unidades federativas.

Além desses recursos, também foram liberados R$ 4,059 milhões para a continuidade e conclusão do projeto de modernização da administração tributária do Estado mediante, principalmente, a implantação de sistemas informatizados de gestão, e a renovação do parque de equipamentos de informática da área fazendária. Os recursos foram desembolsados no âmbito da linha BNDES PMAE, que apoia a melhoria da gestão dos Estados. Os dois contratos foram assinados em 2013, ainda na gestão passada.

As liberações foram possíveis graças ao esforço conjunto do Governo do Estado e da bancada de representantes do Amapá no Senado Federal. Tanto representantes do Executivo quanto a bancada de senadores foram recebidos pela direção do Banco, com o objetivo de viabilizar a liberação dos recursos. O Estado regularizou em maio suas obrigações legais, eliminando um entrave para o desembolso dos recursos, ao passo que os senadores fizeram menção ao BNDES a respeito da relevância das obras financiadas.

“Tivemos aqui um excelente exemplo de como é possível trabalhar de maneira conjunta por um objetivo comum. Como resultado do empenho de todos os senadores e do Executivo, a população deve contar mais rapidamente com os serviços de que tanto necessita”, disse o presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Atualizado em 29/07/2015 às 18:29
___
Ação do GEA e de senadores tornou possível a liberação de cerca R$130 milhões para o AP. Ação do GEA e de senadores tornou possível a liberação de cerca  R$130 milhões para o AP. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, julho 29, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD