Header AD

Prisão de casal causa polêmica em Belém do Pará

João Pedro Paupério e Karlanna Carvalho proprietários de um dos bares mais visitados de Belém são presos acusados de tráfico de drogas; prisão causou polêmica nas redes sociais.


Foto: PC/Pa

Na manhã de ontem, quinta-feira, 26, a Polícia Civil do Pará prendeu João Pedro Sousa Paupério, português, de 28 anos, e Karlanna Cordovil de Carvalho, brasileira, de 25, donos do "8 Bar Bistrô". Os policiais alegam ter encontrado na propriedade, localizado na travessa Piedade (esquina com Henrique Gurjão), no bairro do Reduto, 44 papelotes com pasta base de cocaína, e certa quantidade de dinheiro.

A prisão do casal foi amplamente repercutida nas redes sociais. "A secretaria de segurança pública sabe mas finge que não. E comum policias visitarem bares, os mesmos bares, todas as noites para pegar o do refrigerante!", comenta Elvis Maia em uma rede social, diz ainda que na Cidade Nova os proprietários do Bar Renascer, Black Pub, Bazar do Rock, também são vítimas de extorsão.

Já outro usuário apoia atuação da Polícia. "Traficante ou 'boqueiro' tem que ser preto, pode morar na periferia. Porque se for branco, de classe média e morar no centro é empresário.Vão se danar.. Pena que não temos leis como da Indonésia", reforça  Julia. 

Outro internauta diz que conhecia a rotina do Bistrô, "eles [o casal] se preocupavam muito com a questão de menores entrarem lá, não aceitavam o consumo de droga alguma, pois a polícia vivia fazendo batidas lá, revistando as pessoas que frequentavam. Agora venda de pasta? Pra quê e pra quem?" afirma.

"Nesse país, quem não é corrupto, vai preso. Ou você é corrupto, ou você não pode fazer nada. Pela foto dá pra ver a armação. Falam que encontraram uma 'quantia de dinheiro'. Lógico, é um bar, um comércio! Como não haveria dinheiro? " comenta Rafael Estrela.

Os advogados do casal requereram habeas corpus à justiça para que os dois respondam pela acusação em liberdade. “O caso deles é complicado, porque existem fortes indícios de uma situação forjada. Quem forjou é a questão que vamos discutir em juízo. Mas eles não reconhecem nenhum tipo de atividade ilícita no bar e vão apresentar todos os documentos de regularidade do estabelecimento”, segundo Marco Apolo, advogado da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos em entrevista para o Diário do Pará.

Histórico de perseguição.

Em uma postagem nas redes sociais, em outubro de 2013, o casal denunciou sofrer perseguição da Polícia, quando o bar funcionava em outro endereço, na esquina da Doutor Moraes com a Governador José Malcher, bem próximo da atual localização, alegaram que policiais fizeram revista genérica no bar sem qualquer espécie de respaldo oficial tentando caracterizar o excesso de barulho, embora o estabelecimento dispusesse de medidor de decibéis e estivesse regularizado, com alvará de funcionamento.

O 8 Bar Bistrô era um bar frequentado por um público alternativo, jovens, artistas e intelectuais.
__
Prisão de casal causa polêmica em Belém do Pará Prisão de casal causa polêmica em Belém do Pará Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, junho 26, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD