Header AD

A pedido da PGE, Justiça bloqueia bens do ex governador do Amapá

A mesma juíza que bloqueou bens de Waldez também autoriza bloqueio de conta do ex-governador Camilo Capiberibe.


A mesma juíza, Fabiana da Silva Oliveira, que bloqueou as contas de Waldez Góes (PDT) e do atual diretor da Agência de Desenvolvimento do Amapá, Alcir Figueira Matos, em março deste ano - acusados de  improbidade administrativa por compra ilegal de terreno -  foi quem decidiu pelo bloqueio dos bens do ex-governador. Além de determinar o bloqueio das contas dos ex-secretários Jardel Nunes, da Saúde; Jucinete Carvalho, da Fazenda; Azolfo Gemaque, da Administração e Alípio Júnior (Prodap).

A decisão da juíza teve como base uma ação de improbidade administrativa impetrada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), que acusa Camilo Capiberibe de reter o dinheiro descontado da folha de pagamento do Estado e não repassar aos bancos que fizeram empréstimos consignados aos funcionários públicos.

Em uma ação do Ministério Público (MP-AP), em novembro de 2011, a Justiça também bloqueou os bens do ex-governador do Amapá Waldez Góes (PDT) por improbidade administrativa. A decisão também foi proferida no caso dos empréstimos consignados de funcionários públicos que não foram passados para instituições financeiras. A decisão foi expedido pelo juiz Luiz Carlos Lopes Brandão.

Em nota divulgada nas redes sociais, a assessoria do ex-governador Camilo Capiberibe disse "estranhar" a celeridade do processo, "uma vez que o próprio governador Waldez, que foi condenado pela Justiça por haver desviado R$ 74 milhões dos consignados, só teve os bens bloqueados após quatro anos e tendo tido amplo direito de defesa".

Leia

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre o bloqueio de bens pedido pelo governador Waldez Góes e determinado por ordem do juízo da 4ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá, temos a dizer que:

- O ex-governador Camilo Capiberibe e os demais mencionados tomaram conhecimento do processo pela imprensa, ou seja, sequer foram notificados oficialmente;

- Entre 2011 e 2014, nenhum servidor teve o seu nome negativado e foram pagos R$ 74 milhões em consignados dívida herdada da gestão Waldez Góes;

- É de se estranhar a celeridade desse processo, uma vez que o próprio governador Waldez, que foi condenado pela Justiça por haver desviado R$ 74 milhões dos consignados, só teve os bens bloqueados após quatro anos e tendo tido amplo direito de defesa;

- Tendo a tranquilidade da comprovação da regularidade da gestão do governo Camilo Capiberibe, serão prestadas todas as informações e, ao final, serão propostas ações jurídicas contra os agentes públicos que propuseram essas denúncias com viés claramente político.

- Finalmente, essas ações judiciais são parte de uma estratégia política do governador Waldez para desviar a atenção da opinião pública da incompetência administrativa que tomou conta do Estado que se encontra com mais de 50 obras paradas.

__
A pedido da PGE, Justiça bloqueia bens do ex governador do Amapá A pedido da PGE, Justiça bloqueia bens do ex governador do Amapá Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, maio 19, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD