Header AD

MP: deputados teriam desviado R$ 53 milhões da ALAP

Balanço aponta desvios de mais de R$50 milhões da Assembleia Legislativa do Amapá.


Em meio à crise nacional da classe política que mais se parece com bandidismo venal, o Amapá não fica de fora. De acordo com balanço decorrente das investigações do Ministério Público do Amapá, os deputados da Assembleia Legislativa são acusados de desviar mais R$50 milhões dos cofres públicos. São dezenas de denúncias que vão desde o crime de extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento, ao crime de formação de quadrilha.

Leia.

Balanço indica supostos desvios de R$ 53 mi na Assembleia do AP, diz MP

Abinoan Santiago do G1 AP

Um balanço concluído pelo Ministério Público (MP) do Amapá aponta desvios de R$ 53 milhões na Assembleia Legislativa. O número foi divulgado nesta segunda-feira (2) durante apresentação do relatório de gestão 2011/2015 do MP e abrange 65 ações penais e de improbidades administrativas contras deputados, ex-parlamentares, servidores públicos e empresários. Os casos são resultado da operação Eclésia, deflagrada no prédio e anexos da Assembleia, em maio de 2012.

Prestes a deixar o cargo, a procuradora-geral de Justiça Ivana Franco, afirmou ter enfrentando resistência de parte dos investigados, inclusive com “ataques pessoais”. A chefe do MP chegou a sofrer quatro pedidos de destituição depois da operação Eclésia. Todos foram arquivados.

“A corrupção é a causa das mazelas de tudo. Isso não foi fácil porque esse combate envolve interesses e isso acaba resultando em ataques pessoais”, comentou a Ivana Cei, que deixa o cargo na sexta-feira (6).

A denúncia mais antiga contra os deputados foi ajuizada em 31 de outubro de 2011. Ela aponta o desvio de R$ 5,4 milhões na Assembleia Legislativa, com a utilização de um contrato com uma empresa de locação de veículos, o que, segundo o MP, permitiu a apropriação ilegal do dinheiro público pelos denunciados. Em todas as denúncias as defesas dos parlamentares negaram qualquer irregularidade.

O G1 chegou a mostrar, com base nas investigações do MP, que a utilização do benefício da verba pelos deputados acontecia sem qualquer controle. Ração de cachorro e kit manicure estão entre os ítens adquiridos com dinheiro público, segundo notas apresentadas pelo Ministério Público. O último caso curioso com uso do dinheiro público aconteceu com o deputado Kaká Barbosa (PT do B), atual vice-presidente da Assembleia. Ele teria firmado contratos milionários com um morto para conseguir ressarcimento financeiro de possíveis locações de veículos.

O documento divulgado nesta segunda-feira também apontou um balanço parcial de ações ingressadas contra envolvidos na operação Mãos Limpas, desencadeada pela Polícia Federal (PF), em 2010. São cinco ações de improbidade administrativa e uma penal.
__
MP: deputados teriam desviado R$ 53 milhões da ALAP MP: deputados teriam desviado R$ 53 milhões da ALAP Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, março 03, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD