Header AD

CPI do HSBC é realidade no Senado

Senador Randolfe Rodrigues consegue mais de 30 assinaturas para a CPI do HSBC.

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL) consegue mais de 30 assinaturas dos senadores para a implantação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigará supostas evasões de divisas no chamado "escândalo do Banco HSBC", onde mais de 8 mil brasileiros possuem ou tiveram dinheiro escondidas na Suíça.
Senador Randolfe R.
Leia matéria da rádio Jovem Pan

“Ponta do iceberg”, diz senador que requereu CPI que investigará contas de brasileiros no HSBC.

Senador diz que Brasil movimenta mais dinheiro no HSBC da Suíça do que sheiks árabes

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fez nesta sexta-feira (27) a leitura do requerimento de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as contas bancárias irregulares de brasileiros no HSBC da Suíça. O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) entregou na quinta-feira (26) 33 assinaturas em apoio à instauração, seis a mais do que o mínimo necessário, e disse em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã da Jovem Pan que a apuração pode ser apenas “a ponta do iceberg”.

O caso é considerado o maior vazamento de dados bancários da história: são mais de 8 mil contas, sendo que mais de 5 mil são suspeitas. “O Brasil é o 4º colocado no número de correntistas nessa agência do HSBC na Suíça e o 9º em movimentação financeira, na frente até dos sheiks árabes”, avaliou o senador.

Rodrigues destacou a importância da instauração da CPI: “ter depósitos no exterior não é crime, mas ter depósitos e não comunicar à Receita é crime fiscal. E esse pode encobrir outros crimes como tráfico de drogas e corrupção”. Outro ponto a ser investigado, de acordo com o senador, é o comportamento do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), o órgão tem como função supervisionar toda movimentação financeira que acontece no Brasil. “Com foi possível passar despercebido pelo COAF mais de 8 mil contas no exterior?”, questionou.

Randolfe Rodrigues também ressaltou que a CPI contará com ajuda do Ministério Público da França, que já instaurou investigação das mais de 3 mil contas irregulares francesas no HSBC da Suíça: “eles devem ter informações a prestar para nós”.

Ainda não foram designados o presidente e o relator da CPI, mas o senador espera que as decisões sejam tomadas em breve. “Eu acredito que na semana que vem os líderes indicarão os membros e eles farão as escolhas”, concluiu.

Leia também: Senador Randolfe Rodrigues pede CPI para investigar sonegação de fortunas via banco HSBC.
__
CPI do HSBC é realidade no Senado CPI do HSBC é realidade no Senado Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, fevereiro 27, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD