Header AD

Seles Nafes: professores protestam contra nomeação de diretor

Professores da escola Gabriel de Almeida Café, antigo CCA, protestam contra nomeação do novo diretor acusado de agredir fisicamente ex-governador.

Protestos.

De acordo com a matéria do site do jornalista Seles Nafes, educadores da escola estadual Gabriel de Almeida Café não aceitam a nomeação do novo diretor Renieriston Dias dos Passos feita pela Secretaria de Estado da Educação (Seed). Diz a reportagem que os educadores protestam contra o decreto do governador porque Renieriston "não possui conduta ética e capacidade de diálogo para administrar a escola".

Segundo um sítio que faz oposição ao governo Waldez,  Renieriston Dias dos Passos teve papel importante ao lado da direção do Sindicato dos Professores (Sinsepeap) no desgaste do ex-governador Camilo Capiberibe (PSB), na polêmica greve dos professores em 2012/2013.

O novo diretor teria se auto acorrentado nas grades da Escola Alexandre Vaz Tavares num nítido desvio de comportamento, quando lecionava naquele educandário. Ele é suspeito ainda de agredir fisicamente o ex-governador Camilo Capiberibe (PSB) na saída da universidade Estadual, em 2013. Já houve contra o mesmo ao menos quatro ocorrências policiais, uma por ameaça, ocorrida dentro da Escola Alexandre Vaz Tavares. Outras três foram registradas na Delegacia Especializada de Crimes Contra a Mulher, onde é acusado também de bater em uma ex-namorada.

Leia a matéria do sítio do Seles Nafes.

Os professores reivindicaram nesta quarta-feira, 25, na Seed, que o novo diretor seja escolhido pelo Conselho Escolar.

Professores tomaram os corredores da Secretaria de Educação

A Seed nomeou na tarde de terça-feira, 24, o professor de história Rener Passos para comandar a escola nos próximos quatro anos. Mas os professores decidiram por meio do Conselho que o educador não pode assumir. “Não é nada pessoal. Mas, uma pessoa que responde a processos na Justiça, têm envolvimento político-partidário e já tentou agredir alunos, não possui capacidade de levar o nome da escola adiante”, argumentou a professora Antonina Bandeira.

Esse tipo de problema não é novidade na escola. Em 2009 uma situação parecida ocorreu, quando os professores suspenderam as aulas por três dias até serem atendidos pela Secretaria de Educação. “Nós não vamos aceitar isso. Eu leciono há 22 anos nessa escola e é inadmissível uma nomeação dessas pela secretaria. Que exemplo irão ter os alunos?”, argumentou o professor Antônio Guterreo.

Os educadores exigiram uma reunião com a secretária Conceição Medeiros, que se comprometeu em levar o caso ao governador e dar uma resposta na quinta-feira, 26. Enquanto isso, os professores já pensam em cruzar os braços a partir de segunda-feira, 02, quando começam as aulas na rede estadual. “Não vamos iniciar as aulas se não nos atenderem. Onde fica a gestão democrática nisso tudo? Queremos respeito pela escola”, frisou o professor Antônio Guterreo.

O professor nomeado esteve na Secretaria de Educação, mas preferiu não falar com a equipe de reportagem.

__
Seles Nafes: professores protestam contra nomeação de diretor Seles Nafes: professores protestam contra nomeação de diretor Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, fevereiro 25, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD