Header AD

Deputada justifica ausência em votação da ALAP

Marilia Góes: "Minha ausência na eleição [do deputado Moisés Souza] foi para não interferir na autonomia desta Casa de Leis".


Deputada e primeira dama do Estado, Marília Góes (PDT) afasta qualquer animosidade entre o Governo e a Presidência da Assembleia Legislativa. Em discurso desta quarta-feira,11, a pedetista cobra o cumprimento da Lei da Transparência no Legislativo.  "Temos que entender que isso não é prerrogativa apenas do Executivo federal, estadual e municipal, nós temos que fazer o dever de casa; nós cobramos do Executivo, eu mesma fiz isso muita vezes, eu cobrava do governo anterior a transparência falada pelo PSB e nunca colocada em prática, eu falava, falava, falava e nunca era atendida; era o portal da indecência e nunca da transparência", disparou.

Leia.

A deputada estadual Marilia Góes, líder do PDT na Assembleia Legislativa, afirmou que não tem nada contra os integrantes eleitos para a Mesa Diretora para comandar o destino do parlamento estadual pelos próximos dois anos. A declaração foi para rebater colocação feita pela deputada socialista Cristina Almeida, no dia primeiro de fevereiro, data da eleição, quando disse que a ausência da pedetista – era uma demonstração que o presidente Moisés Souza não tinha o apoio do governador Waldez Góes (PDT).

A resposta da líder pedetista na Casa veio na semana depois da eleição, quando pode ocupar a Tribuna do Parlamento. Segundo a deputada, a ausência dela no dia da eleição foi associada a dois fatores: o primeiro por conta do estado de saúde da filha mais velha, e segundo pelo fato do governador Waldez Góes, ser o seu marido.

Conforme o discurso da deputada, que durou pouco mais de dez minutos, desde os primeiros momentos o chefe do Executivo procurou não se envolver nos bastidores da eleição da Mesa Diretora. "A atitude do governador Waldez é de conhecimento de todos os deputados, ele até poderia influenciar, mas ele respeita e quer garantir a autonomia da Assembleia Legislativa e por conta disso, não interferiu na eleição e eu como esposa do governador também não quis interferir", disse Marília.

Ela também destacou que nos dois biênios onde o deputado Moisés Souza foi o candidato à presidência desta Casa, ela não o apoiou, não por ordem pessoal, esclareceu. Disse ainda que não tem nada contra os integrantes eleitos e tem por todos admiração e respeito. A deputada aproveitou a oportunidade pediu à nova Mesa Diretora para garantir a transparência na Assembleia Legislativa. O apelo é para que a população possa acompanhar os atos do legislativo. "Temos que entender que isso não é prerrogativa apenas do Executivo federal, estadual e municipal, nós temos que fazer o dever de casa; nós cobramos do Executivo, eu mesma fiz isso muita vezes, eu cobrava do governo anterior a transparência falada pelo PSB e nunca colocada em prática, eu falava, falava, falava e nunca era atendida; era o portal da indecência e nunca da transparência", disparou.

Completou dizendo que a Mesa Diretora terá o seu apoio e todo o seu respeito. "Mas eu peço que a gente dê respostas à sociedade, até porque a mudança de mais de 40% nessa casa não foi à toa, então, por questão de respeito a essa Mesa, respeito e consideração ao presidente Moisés Souza eu não me fiz presente para não interferir na decisão dessa casa, reforçou.

Para Marília, Cristina Almeida quis criar uma situação entre de desconforto entre a Mesa Diretora e a líder do PDT. "Não sou contra, pelo contrário, torço por estar do lado, para que essa Mesa Diretora na figura do deputado Moisés Souza faça o melhor, mas eu enquanto deputada estadual e esposa do governador Waldez Góes, eleito pelo povo do Amapá, tenho que ter responsabilidade para não interferir na autonomia desta Casa e assim eu o fiz", ratificou.

ASCOM/ Emerson Renon

__
Deputada justifica ausência em votação da ALAP Deputada justifica ausência em votação da ALAP Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, fevereiro 13, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD