Header AD

IMPRESSÕES

QUE ESTADO DE EMERGÊNCIA É ESSE?!!

Análise
Rup
Por Rupsilva

Vamos deixar de lado a hipocrisia e cair na real. Aqueles que imaginaram que a Harmonia tomara a OPERAÇÃO MÃOS LIMPAS e todas as outras, dezenas delas, como exemplo, podem desistir.
Estupefato leio que o governador Waldez Góes, que tomou posse dia primeiro à tarde , e não meia noite como manda o rito, decretou Estado de Emergência já no primeiro dia de governo.

Ante ato, tragédia anunciada do que vamos experimentar nos próximos anos, um aviso!

Anos que não sabemos quantos serão, se 4 ou 8 , como da última vez quando estiveram no leme do Estado e aconteceu o que todos sabem.

O Amapá não vive nenhuma situação de crise institucional e de calamidade pública que justifique a instalação de uma medida dessa natureza.

Que coloca nas mãos de governantes instrumentos poderosos, capazes de abrir as portas para uma série de medidas desnecessárias que podem causar danos graves às finanças do Estado, que a sociedade precisa saber e o MPE, MPF podem impedir.

A maior delas permitir contratar e comprar serviços, obras, equipamentos e insumos com dispensa de licitação.

Gravíssimo nas mãos de um governo que, pelo seu passado, toma posse sob suspeita generalizada.
Instrumento tão falacioso como o tal “Gabinete de Crise” para saúde, que ex-deputado Bala inventou, pra ele próprio comandar, provavelmente para assessorar essas sandices, sempre na contra-mão da sociedade, do interesse público.

Esse GABINETE DE CRISE não passa de um instrumento auxiliar do ESTADO DE EMERGÊNCIA, truque que essa raça viciada em grana achou para começar o trabalho de escalpelamento financeiro e moral do Estado!

Tomara que não, mas é o que se deduz do fato de não se conhecer nenhum motivo para a deflagração da inusitada medida.

Toda crise que existe é artificial e deriva do plano por eles traçado, que remonta ao inicio do governo Camilo Capiberibe, criado para impedir a governabilidade do Estado.

Foram 4 anos de tormenta e manobras sórdidas urdidas por gente da pior espécie, contra o Estado e a sociedade.

Que de tudo fizeram para impedir que construisse a obra que mesmo assim foi construida, e marca a diferença abissal entre os dois governos, que eles de tudo fizeram pra que não acontecesse, repito.
E principalmente por que de nada redundou o esforço desprendido para imputar a Camilo e sua equipe os crimes que praticaram no governo da Harmonia, sobejamente conhecidos de todos.

E o Estado de Emergência se presta também a isso, para coroar um processo que deu quase certo, mas não completamente certo.

O Governo Camilo Capiberibe , para o ódio de seus inimigos, chegou ileso ao seu final, sem nenhum crime à responder diante da Justica.

A honradez do governo não foi maculada.Ninguém foi acusado, indiciado, levado preso e algemado ou responde qualquer processo na justiça por danos ao erário ou a patrimônio público ou de qualquer natureza administrativa.

Na saúde, educação, segurança pública, infraestrutura, transporte, estradas e pontes, CEA,CAESA, BNDES, enfim, tudo bem.

E isso não é pouco num Estado da tradição do nosso, dos Barcellos a Roberto Góes, o último a sair – passando por Waldez e PP Dias, óbvio.

Salvando também o período Capi/Hildegard e Capi/Dalva, de 1995 à 2002.
E não se enganem, isso é tudo que um governo gostaria de ter reconhecido. Muito além, muito mais até que sua obra, que não foi pouca.

Reconhecimento que Waldez não conseguiu, apesar de eleito novamente por motivos que nada tem a ver com trabalho e moralidade pública .

E nos afronta com medida estapafúrdia que nem o Estado herdado por Camilo em 2011, da dupla WG/PPD, que merecia, foi tomada.

Cuja divida, estratosférica dívida, foi vencida com obstinação e competência por um governo capaz e responsável.

Por isso a tal “crise e o caos” que a NOVA HARMONIA jura existir é fácil , facílimo de resolver, sem que o Estado seja lesado.

Basta desligar a máquina de FACTOIDES, da INFÂMIA, MENTIRA e outras baboseiras que produzem toda a “crise e caos” que eles mesmos planejam e executam!

Que está conectada à mídia amestrada, à quase totalidade dela, incluindo a TV AMAPÁ,  ALAP, a classe médica, de professores, de delegados; à setores podres do empresariado e segmentos de alguns Poderes, que alimentam e retroalimentam esse clima de baderna que é a cara dessa gente que vai à escola e não aprende o principal: ÉTICA e CIDADANIA!

Uma, a ética, que entre muitas coisas, não deixa roubar e a outra, cidadania, que ensina sobre respeito à autoridade constituída, à coisa pública, ao bem coletivo e, principalmente, sobre responsabilidade social.
__
IMPRESSÕES IMPRESSÕES Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, janeiro 02, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD