Header AD

Coluna do Marco Zero - 24/01/15

Coluna do Marco Zero do Equador -24/01/15

“Operação Limos”

O destaque para a última operação da Polícia Federal no Amapá foi para a postura do prefeito Clécio Luís(PSOL). Tomou atitude exemplar em relação aos envolvidos em corrupção; como observa a jornalista e blogueira, Alcilene Cavalcante, com ações de “firmeza” e “serenidade”.

“Operação Limos 2”

Há certa desconfiança em relação a “Operação Limos” ocorrida na SEMAST, tudo por conta de três fatos inusitados: um, a PF atuando de forma preventiva, o que foge às regras destas operações; dois, não houve desvio algum de recursos; e três, não se viu uma linha sequer sobre o ocorrido na imprensa nacional.

“Operação Limos 3”

Na ânsia de fazer política [ou politicagem?], já há quem ligue a ex – secretaria de Assistência Social e do Trabalho de Macapá (Semast) ao PDT, de Waldez Góes. Eliane Gonçalves teria tido cargo de confiança na primeira gestão do pedetista em 2003, a ex - pesolista fora conduzida para o IAPEN na tarde desta quarta – feira, 21.

“Operação Limos 4”

“Dizem por aí...” que a secretaria de Assistência Social e do Trabalho de Macapá (Semast), Eliane Gonçalves, – que já foi candidata em pleitos passados – estaria fazendo “capitalização eleitoral”, isto é, construindo uma base eleitoral para disputar uma vaga a vereança nas eleições municipais, em 2016.  Será?

“Estado de Emergência”

Waldez Góes cumpre promessa feita antes de tomar posse, e, por decreto diz que está certo do caos instalado no Amapá, pelo menos no caso da saúde pública. É a segunda vez que o pedetista toma esta decisão. A primeira foi no seu primeiro governo em 2003, o que de certa forma pode ter contribuído para a prisão de 4(quatro) secretários de saúde.

Carnaval

Diante da pressão feita tanto pela classe carnavalesca quanto pela oposição e com ameaça de não haver carnaval, o governo Waldez liberou mais de R$4 milhões para a LIESAP. O Setentrião tinha sinalizado apenas com R$2,5 milhões, o que teria causado tanto falatório sobre os brincantes da Ivaldo Veras.

Desdenho

O prefeito de Santana, Robson Rocha(PR) criticou duramente o ex-prefeito do município, Antônio Nogueira(PT) e o ex-governador Camilo Capiberibe(PSB), dizendo que o petista deixou dívida de R$100 milhões. Em ralação a Camilo, reclama que o ex-governador “não ajudava, e ainda atrapalhava”. Por que Será?

Desdenho 2

Depois da crítica do prefeito ao ex – governador, apareceram fotos de Robson Rocha com Camilo, feitas na viagem que ambos fizeram ao Panamá em 2013. Além de fotos do acordo na assinatura do convênio de recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento Social(BNDES) entre o governo e o município de Santana. Alguém disparou nas redes sociais, “não se deve acreditar em tudo que político fala”. Tá dito.

Resposta

Em nota sobre a “Operação Limos” o PSOL desce o sarrafo no lombo do ex – prefeito, Roberto Góes(PDT). O ranço teria sido em resposta à “comemoração” dos pedetistas nas redes sociais, onde se escrevia, “tem caboco que não olhava o próprio rabo”; a resposta da nota, “Eis aí o que diferencia o governo do PSOL, enquanto no passado se cumpliciava, encobria e o próprio prefeito era recolhido à prisão, agora se investiga e afasta imediatamente.” Tá escrito.

Adversários

Pelo vai e vem de críticas, notas, acusações, entre outras falsetas e falácias entre os políticos tucujus, já se conjectura com naturalidade de quem conhece política que estes adversários deverão se encontrar nas urnas nas próximas eleições: Antônio Nogueira(PT) versus Robson Rocha(PR), Waldez Góes(PDT) e Camilo Capiberibe(PSB); Clécio Luís(PSOL) x Roberto Góes(PDT). Pode ser!?!

Parceiros

Waldez afirma que vem tendo conversas com a reitora da Unifap, Eliane Superti, e sente que a parceria para a construção do curso de Agronomia pode dar certo. “Tenho conversado com a reitora Eliane Superti, ela é uma pessoa disposta, séria e honesta”, revelou Waldez, que poderia estar otimista, pois é formado em Ciências Agrícolas.

Estado laico?

A concorrida solenidade de posse da recondução da presidente do TCE, a conselheira Maria Elizabeth Cavalcante de Azevedo Picanço, foi uma afronta só à Constituição. Ainda assim, após o discurso das principais autoridades do Estado Laico, o padre Paulo Roberto(PDT) deu a benção aos empossados, seguido da oração "Pai Nosso". Queima, Senhor!

Opressão?

Militar do Corpo de Bombeiros do Amapá, Nelson Pimentel, desabafa nas redes sociais em consequência de ter sofrido “censura” dos seus superiores, que o proibiram de fazer críticas ao governo Waldez. “Fica a pergunta aos que diziam que o anterior era opressor, e agora?", diz @NelsonPimentel.

Eleição na ALAP

Eleição para a nova mesa da Assembleia Legislativa do Amapá(ALAP) será feita no dia da posse dos novos parlamentares eleitos em 2014, 1 de fevereiro. Já há quem afirme que o deputado Moisés Souza(PSC) teria em torno de 20 votos. Há quem especule também que a deputada Marília Góes(PDT) não engole a “petulância” de Souza, desde que ele denunciou casos de corrupção no governo Waldez em 2009, que acabou levando ela e seu marido, tragados pela Operação Mãos Limpas, em 2010.

Estreia

Paulo Silva e Humberto Moreira estrearam o programa "Rota da Notícia", na Rádio Marco Zero 760AM, na última segunda – feira, 19. O programa conta ainda com o reforço do repórter Tarciso Franco. Boa audiência, então.

Por hora, é só.
__

__

Coluna do Marco Zero - 24/01/15 Coluna do Marco Zero - 24/01/15 Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, janeiro 24, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD