Header AD

Coluna do Marco Zero - 17/01/2015

Coluna do Marco Zero do Equador


Fraude

A Procuradoria Regional Eleitoral(PRE) move ações contra o governador Waldez Góes(PDT) e contra o ex –governador Camilo Capiberibe(PSB). Waldez teria comprado votos na eleição do ano passado; Camilo é acusado de fazer campanha ilegal com a Rádio Difusora de Macapá(RDM).

Ping pong

A troca de acusações entre o atual governo e o que saiu está causando uma enxurrada de justificativas em relação à crise por que passa o Amapá. Na CEA, por exemplo, o pedetista acusa Camilo pela falência da empresa; o socialista rebate e retribui a “gentileza” dizendo que ele, Camilo, não foi preso por roubar e falir a CEA e o estado em 2010.

Ping Pong 2

Ex-secretário do governo Camilo Juliano Del Castillo rebate acusação dos jornalistas defensores do novo governo, sobre críticas em relação ao aluguel de computadores do Super Fácil, dizendo que o famigerado contrato de 5 anos foi feito na gestão de WG/PP, lá em 2010. Que está tudo no Portal da Transparência.

Ping pong 3

Mais uma acusação do governo Waldez sobre o ex-governo de Camilo é sobre os aditivos no contrato de licitação em obras do BNDS, como a da ponte sobre o Rio Matapi. Próceres do governo anterior rebatem justificando que o contrato do plano rodoviário que tem ponte e estradas foi feito por Waldez/Pedro Paulo em 2009 e prevê atualização monetária anual. Que tudo foi submetida à Procuradoria Geral do Estado e ao BNDES.

Barbas de molho

Superior Tribunal de Justiça(STJ) derruba regra até então exclusiva do Polícia Cívil de investigar crimes de competência da Justiça Estadual. Agora Polícia Federal pode, sim, investigar dano ao patrimônio público fora da esfera federal.

“Estado de Emergência” no brejo

Waldez Góes assumiu o governo dizendo que decretaria "Estado de Emergência" diante do suposto “caos” no Amapá. Mas até hoje, sábado, 17, ainda não saiu uma linha sequer do Palácio do Setentrião sobre o tal decreto “emergente”. Waldez chegou até convocar a imprensa para informar do ato; pelo que se percebe o “Estado de Emergência” foi parar no brejo.

Estado de Emergência 2

Waldez teria desistido de decretar “Estado de Emergência” por causa da repercussão negativa nas redes sociais e nos blog´s. Além de “urubus” como o Ministério Público Federal(MPF) e a Polícia federal(PF)estarem em cima do lance. Nem em 2011, quando o então governador Camilo Capiberibe assumiu, o tal “Estado de Emergência” foi utilizado.

Mudança

O senador Randolfe Rodrigues(RR) está com um pé fora do Psol. Quatro partidos assediam o socialista, entre eles o PSB, PCdoB,  PDT e o PT. RR tornou se “persona non grata” dentro do partido depois que desistiu de concorrer a Presidência da Republica nas eleições passadas.

Crise

A crise financeira chegou de vez ao Amapá. Governo Waldez diz que vai cortar 40% dos gastos com passagens, carros e consultorias, além de despesas com locomoção, material de consumo, locação de mão de obra, serviços de terceiros, instalações de pequeno porte, arrendamentos mercantis e alugueis de veículos.  Por causa disso, “papagaios de plantão” nas redes sociais começam a esmorecer.

Crise II

 Austeridade é a palavra do momento propalada pelos governos que (re)assumiram a condução dos estados neste começo de ano. No discurso da solenidade de posse o governador reeleito do Acre, Tião Viana(PT), reverbera que o ano é de austeridade e dificuldades não só para o Acre como também para todo o Brasil. Tá dito.

Violência

O taxista, sindicalista e também Cristão, Risolnilson Barros diz não haver dúvida que a violência em Macapá reflete a falência do Estado; o lamento acontece diante de mais três assaltos a taxistas esta semana “queremos polícia nas ruas todos os dias, não adianta um final de semana para fazer marketing.”. Tá dito.

Sem espaço (de volta à casa)

O radialista Carlos Lobato estaria sem espaço para trabalhar na Rádio Antena 1, de Gilvam Borges. O pedetista está de mala e cuia já pulando fora do barco. Lobato, dizem, quer um espaço onde possa ter ampla liberdade para negociar seus interesses, fora do alcance dos “zolhudos” dos irmãos Borges. O canal do Eraldo Trindade(101.9FM) poderá ser o paradeiro do radialista nos próximos dias.

Consignados

O ex-governador Camilo Capiberibe(PSB) assume que deixou atrasar parcela dos consignados do funcionalismo estadual, pelo menos os da Saúde referente ao mês de novembro. Segundo Camilo, a culpa é do atual governador pela situação que teria pedido pelo bloqueio das contas do GEA.

Financiamento

Alguém tem dúvida do poder político das grandes corporações privadas no Brasil? Veja algumas das que bancaram a campanha do senador eleito Davi Alcolumbre(DEM): Banco Bradesco R$ 500.000,00; Empreiteira Odebrecht R$100.000,00.. Totalizando os financiamentos privados a conta fecha em torno de R$ 1.613.618,76.

CTMac

A Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) informa que por causa da não abertura o orçamento municipal o lançamento do edital para o concurso público do órgão, que estava previsto para a primeira quinzena de janeiro, foi adiado temporariamente para o segundo semestre.

Declaração

Dito por um renomado jornalista tucuju, em referência a uma determinada gestão. “Quando um governo é preguiçoso, ele cria ou grupo de crise ou cria grupo de trabalho”. Será?

Casa Nova

O jornalista Paulo Silva revela a esta Coluna que está negociando o seu retorno ao rádio. Diz que só não revelou o novo habitat por causa de “urubus” na área que podem “melar” as negociações. O jornalista diz que até segunda feira, 19, informa o novo hospedeiro de trabalho.


Por hora é só. 

 __
Coluna do Marco Zero - 17/01/2015 Coluna do Marco Zero - 17/01/2015 Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, janeiro 17, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD