Header AD

Camilo deixa R$1bi em caixa para Waldez

Em entrevista, o governador Camilo disse: 'Vou deixar R$ 1 bi em caixa pra investimentos'

Diário do Amapá

Diário
O Jorna Diário do Amapá, na edição deste sábado, 08, traz o resumo de uma entrevista concedida pelo governador Camilo Capiberibe ao radialista Luís Melo. O governador socialista falou das obras e serviços realizados pela sua gestão em benefício do Amapá; de como encontrou e vai deixar as finanças o Estado; e, sobretudo, ressaltou que vai deixar um bilhão de reais para o novo governo continuar o processo de desenvolvimento que já está em curso.

Veja o que disse Camilo:

Decorridos 11 dias do 2º turno das eleições, o governador Camilo Capiberibe (PSB), que não logrou êxito na tentativa de eleição, concedeu nesta sexta-feira, 7, a primeira entrevista após o pleito. Há um mês e 23 dias antes de passar a faixa para o governador eleito Waldez Góes (PDT), Camilo afirmou no programa LuizMeloEntrevista, da Diário FM, que vai deixar R$ 1 bilhão em caixa para investimentos. "Peguei um Estado sucateado, sem crédito em Brasília e nas instituições financeiras; recuperei a credibilidade e hoje o Amapá está com os pés fincados nos caminhos do desenvolvimento em todos os setores", comemorou.

Camilo garantiu, também, que vai inaugurar obras até o último dia de governo: "Nossa gestão construiu obras vitais para o Amapá; inauguramos muitas ao longo do mandato, e vamos inaugurar várias outras que estão em fase de conclusão. O governo não para, pelo contrário, estamos trabalhando duro. Vou sair pela porta da frente, vou passar a faixa ao governador eleito com a cabeça erguida, e entregarei um Estado saneado, recuperado e com dinheiro no caixa".

Sobre a derrota nas eleições, em segundo turno, Camilo contemporizou: "A vida sempre nos apresenta desafios, obstáculos. Numa eleição se pode ganhar ou perder. A decisão do povo tem que ser respeitada, vou trabalhar até o último dia de governo e vou torcer para que o meu sucessor dê continuidade a esse trabalho, que faça uma boa administração porque quero o melhor para a minha terra, para o povo amapaense".

Ao comentar sobre a rejeição ao nome dele que, de acordo com institutos de pesquisas antes das eleições apontavam 33% para 'péssimo' e 11% para 'ruim', Camilo atribuiu a setores da imprensa e para uma oposição osquestrada no sentido de 'desmerecer' o trabalho dele e 'deslegitimar' a figura do governador.

"Não posso julgar o julgamento feito pela população. Entreguei 28 escolas belíssimas, construiu a UPA da Cidade Nova, a primeira do Amapá, estou reconstruindo o Hospital das Clínicas Alberto Lima, fortaleci as áreas da saúde, da educação e da segurança pública em todo o Estado, construiu em parceria com o governo federal o Macapaba, o maior conjunto habitacional do Amapá, fiz vários concursos públicos com a contratação dos aprovados, mas sempre fizeram questão de me criticar negativamente sobre tudo de positivo que fiz. Isso é jogo sujo, por isso a rejeição", pontuou.

Questionado sobre qual o maior erro da gestão dele, Camilo Capiberibe não titubeou: "Foi na questão da comunicação (divulgação do trabalho), de passar para a população o que eu estava fazendo, o que fiz. Esse erro eu cometi", admitiu.

O governador revelou, ainda, que, após passar a faixa para Waldez Góes, vai descansar: "Vou tirar férias de 10, 15 dias. Andam dizendo que eu não voltarei o que é mais um absurdo. Aqui é a minha terra, eu sou amapaense, sou brasileiro, não nasci aqui porque meus pais (João e Janete Capiberibe) estavam exilados no Chile porque lutaram contra a ditadura, pela redemocratização do país, e eu tenho muito orgulho disso. Depois do descanso eu vou voltar para o Amapá, retomarei à militância, vou continuar ajudando o Clécio (Luís, prefeito de Macapá, do PSol) e vou fazer uma oposição responsável ao governo", concluiu.
__
Camilo deixa R$1bi em caixa para Waldez Camilo deixa R$1bi em caixa para Waldez Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, novembro 08, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD