Header AD

O desespero toma conta da campanha política de Waldez/Sarney

A tentativa de agressão física contra o candidato Camilo pode ser sinal de desespero do grupo de Waldez/Sarney

Desespero
Há um histórico nas campanhas eleitorais de que a ideologia à direita do espectro político quando sente as possibilidades diminuírem em relação ao objetivo da tomada de poder geralmente parte para a violência como forma de criar fato político e gerar desgaste.

No mundo cibernético onde as informações correm à velocidade da luz, o tiro corre o risco de sair pela culatra. E foi exatamente o que ocorreu ontem à noite.

Basta verificar no retrovisor da história para constatar o fracasso desta aberração política.

A tentativa de agressão física contra o candidato Camilo Capiberibe (PSB) pode ser o sinal de que o poderoso grupo político denominado de ‘harmonia’ (conluio entre os poderes para saquear o Estado do Amapá na década passada) tenha dado mostra clara das dificuldades que a turma enfrenta - a de que a água pode estar acima do pescoço.

São vários os fatores que canalizam para este crepúsculo e consequente gênese de uma agonia que deve perdurar até o dia da votação.

Primeiro que na comparação entre os oito anos de Waldez/Sarney com os 3 anos e meio de Camilo, a harmonia torna-se vulnerável e em crescente desvantagem; segundo, há o bom momento da economia amapaense, notado nos diversos investimentos públicos e privados; principalmente, as alianças de Camilo para este segundo turno são qualitativas em relação ao alicerce do palanque montado por Wadez/Sarney, que são quantitativas.

Veja o óbvio sobre ‘O suspeito palanque de Waldez Góes’.

A agonia na campanha de Waldez/Sarney fica compreensível quando dados de pesquisas internas - aquelas que os partidos fazem para guiá-los nas estratégias de campanha no horário eleitoral - revelam crescimento vertiginoso e por tabela a virada dos números a favor de Camilo sobre Waldez.

Diante desta tentativa de violência física contra a figura do candidato e, sobretudo, da tentativa de ataque ao que representa a figura do governador, resta lamentar o menosprezo pela democracia, cultivado por aquelas índoles que são conduzidas por pensamentos maquiavélicos, de que tudo pode na utilização dos meios para atingir um fim precípuo.

Certamente o fato da utilização de milicianos como “manifestantes” na monta da violência será lembrado nesta eleição como o divisor de águas, onde a atmosfera política dá uma reviravolta; e para quem estava por cima, ver suas chances passar em brancas nuvens, torna-se agoniante e devastador para pretensões futuras.

__
O desespero toma conta da campanha política de Waldez/Sarney O desespero toma conta da campanha política de Waldez/Sarney Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, outubro 15, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD