Header AD

O bem deve prevalecer sobre o mal!

A indiscutível qualidade do palanque do candidato Camilo Capiberibe

Palanque
Certamente Nièpce e os irmãos Lumieres não chegaram a imaginar que os esforços de seus inventos poderiam ser utilizados desde sua época, atravessado tempos até a sociedade pós-moderna e fosse utilizada em 2014 por lideranças comprometidas com o desenvolvimento de um virtuoso Estado.

A foto selfie acima revela a importância do momento em que vive o Amapá nas eleições deste ano, simboliza sobretudo a preocupação de cinco lideranças que representam literalmente a luta do povo amapaense ao lado do bem contra o mal daqueles que representam o atraso.

Ao contrário de O suspeito palanque de Waldez Góes, onde parcela considerada responde a processos na Justiça, com políticos condenados ou que foram presos justamente por malefícios ao bem público.

Os que lutam a favor da diminuição das desigualdades no Amapá são políticos que honram o próprio nome, porque até esta eleição não há obra danosa à coletividade ou qualquer ato escandaloso que desabone a conduta dos mesmos nas suas trajetórias políticas: o prefeito Clécio Luís, o senador Davi Alcolumbre, o governador Camilo Capiberibe, o promotor Moisés Rinaldi e o senador Randolfe Rodrigues.

Prefeito Clécio – começou sua trajetória política imerso nas causas dos movimentos sociais, a partir de 2004, quando foi eleito vereador com uma expressiva votação, não parou de intensificar sua luta pela causa das minorias da cidade de Macapá. Dali, para a reeleição da vereança em 2008 não precisou fazer esforço, graças ao (re)conhecimento da população pelo seu trabalho como lutador social.

Senador Davi – Jovem liderança começou a saltar aos olhos da população na fenomenal e avassaladora eleição de 2000 quando eleito o vereador mais votado da capital naquele ano. Dali em diante deu um salto impressionante para a câmara federal em 2002, não parando mais de crescer politicamente.

Governador Camilo – É o mais jovem governador do Brasil, formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, mestre em Ciências Políticas pela Universidade de Montreal, no Canadá. Foi Deputado Estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado em 2006-2010. Eleito governador do Amapá em 2010, sua trajetória dispensa comentários, basta olhar o resultado de seu trabalho e a seriedade com a qual vem administrando o Amapá em sua gestão.

Promotor Moisés – é um daqueles nomes (in)comuns que fazem jus ao profeta bíblico;  o nosso Moisés trouxe pra si a responsabilidade de lutar contra os larápios do dinheiro público. Tão sério quanto o nome é sua luta, travada em nome da honestidade e da perseguição aos bandidos do colarinho branco no estado.

Senador Randolfe – começou seu intento na militância estudantil, eleito o deputado mais jovem do Brasil em 1998, tem uma trajetória política acumulada durante anos em nome da responsabilidade social, da ética pública e da moralidade que todo homem público deve ter.

Cinco nomes de caráter e conduta ilibada, não há quaisquer resíduos de dúvida: o Amapá está bem servido.

Não há o que temer agora: por Deus, o bem deve prevalecer sobre o mal!
__

O bem deve prevalecer sobre o mal! O bem deve prevalecer sobre o mal! Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, outubro 17, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD