Header AD

Deu no Facebook

Waldez e o helicóptero

Por Chico Bruno

Durante a campanha de 2006, o então governador do Amapá, Waldez Góes, exibiu para a população um helicóptero modelo Esquilo - BA, que seria operado pelo Grupo Tático Aéreo (GTA) com o intuito de auxiliar à segurança pública no Estado.

Enquanto isso, a televisão mostrava soldados da PM empurrando viaturas nas ruas e as motos Suzuki em sua maioria paradas no quartel da PM por falta de peças e baterias.

Na época, diziam que o helicóptero era uma “mão na roda” em uma campanha eleitoral.

Passaram-se os anos até que novembro de 2009, em depoimento a Polícia Federal, o assessor jurídico da Secretaria de Justiça e Segurança Pública Estado do Amapá, Luiz Mário Araújo de Lima, envolve o senador José Sarney (PMDB-AP) em uma suposta fraude na contratação do tal helicóptero.
Afirmou o assessor, que a empresa que fornece o veículo para o Grupo Tático Aéreo, da polícia do Amapá, foi indicada por Sarney.

Esse contrato, segundo Araújo de Lima, era "lesivo" e chegava a custar R$ 300 mil por mês aos cofres públicos, incluindo a locação, combustível e salários dos tripulantes.

A verdade é que o helicóptero exibido por Waldez só teve o contrato entre o GEA e a PMR Helicópteros, com endereços em Porto Alegre e São Luiz, firmado em 2007 sob o nº 001, através da Secretaria de Justiça e Segurança Pública.

O mais intrigante é que o Portal da Transparência do Amapá registra o empenho de R$ 2.022.300,00 em 2007, mas nenhum valor liquidado. Registra em 2008 um valor empenhado de R$ 1.633.500,00 e mais uma vez nenhum valor liquidado, conforme atestam as reproduções abaixo.

O estranho é que pagamento da locação a PMR só se inicia em fevereiro de 2009, quando foi empenhado o valor de R$ 1.987.000,00 e os valores foram liquidados em 12 pagamentos até dezembro do referido ano.

O contrato foi encerrado, segundo o Portal da Transparência, em julho 2010, ano em que foi empenhada a quantia de R$ 523.625,00.

O contrato que em 2007 era de R$ 2.022.300,00 foi finalizado com o pagamento de R$ 2.510.625,00, com uma diferença a mais de R$ 488.325,00.

Mais estranho, ainda, é que a história do helicóptero começa na campanha à reeleição de Waldez em 2006 e termina na campanha do ex-governador ao Senado em 2010. Veja as reproduções abaixo.
Essa é mais uma das histórias escabrosas que Waldez Góes e José Sarney precisam explicar ao povo do Amapá.


__
Deu no Facebook Deu no Facebook Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, outubro 21, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD