Header AD

Deu no Facebook

Waldez e o helicóptero

Por Chico Bruno

Durante a campanha de 2006, o então governador do Amapá, Waldez Góes, exibiu para a população um helicóptero modelo Esquilo - BA, que seria operado pelo Grupo Tático Aéreo (GTA) com o intuito de auxiliar à segurança pública no Estado.

Enquanto isso, a televisão mostrava soldados da PM empurrando viaturas nas ruas e as motos Suzuki em sua maioria paradas no quartel da PM por falta de peças e baterias.

Na época, diziam que o helicóptero era uma “mão na roda” em uma campanha eleitoral.

Passaram-se os anos até que novembro de 2009, em depoimento a Polícia Federal, o assessor jurídico da Secretaria de Justiça e Segurança Pública Estado do Amapá, Luiz Mário Araújo de Lima, envolve o senador José Sarney (PMDB-AP) em uma suposta fraude na contratação do tal helicóptero.
Afirmou o assessor, que a empresa que fornece o veículo para o Grupo Tático Aéreo, da polícia do Amapá, foi indicada por Sarney.

Esse contrato, segundo Araújo de Lima, era "lesivo" e chegava a custar R$ 300 mil por mês aos cofres públicos, incluindo a locação, combustível e salários dos tripulantes.

A verdade é que o helicóptero exibido por Waldez só teve o contrato entre o GEA e a PMR Helicópteros, com endereços em Porto Alegre e São Luiz, firmado em 2007 sob o nº 001, através da Secretaria de Justiça e Segurança Pública.

O mais intrigante é que o Portal da Transparência do Amapá registra o empenho de R$ 2.022.300,00 em 2007, mas nenhum valor liquidado. Registra em 2008 um valor empenhado de R$ 1.633.500,00 e mais uma vez nenhum valor liquidado, conforme atestam as reproduções abaixo.

O estranho é que pagamento da locação a PMR só se inicia em fevereiro de 2009, quando foi empenhado o valor de R$ 1.987.000,00 e os valores foram liquidados em 12 pagamentos até dezembro do referido ano.

O contrato foi encerrado, segundo o Portal da Transparência, em julho 2010, ano em que foi empenhada a quantia de R$ 523.625,00.

O contrato que em 2007 era de R$ 2.022.300,00 foi finalizado com o pagamento de R$ 2.510.625,00, com uma diferença a mais de R$ 488.325,00.

Mais estranho, ainda, é que a história do helicóptero começa na campanha à reeleição de Waldez em 2006 e termina na campanha do ex-governador ao Senado em 2010. Veja as reproduções abaixo.
Essa é mais uma das histórias escabrosas que Waldez Góes e José Sarney precisam explicar ao povo do Amapá.


__
Deu no Facebook Deu no Facebook Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, outubro 21, 2014 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD