Header AD

A infidelidade de Sarney

Mesmo com broche de Dilma (13) no peito, TV flagra José Sarney votando em Aécio(45)

Infiel
O ex-presidente José Sarney (PMDB/AP) esteve no centro das discussões das redes sociais e da mídia nacional durante esta quarta – feira (29) por causa do vídeo da TV Amapá em que aparece votando no candidato Aécio Neves (45), na disputa do segundo turno para presidente da república.

O fato foi percebido pelo blogueiro John Cutrin na noite de segunda feira, 27, e repercutido por este blog na manhã de terça (28). Somente hoje a mídia nacional deu relevância ao fato.

As imagens da TV mostram Sarney usando no peito um broche da petista e candidata a presidente, Dilma Roussef (PT), no entanto, digita o 45 e confirma o voto para Aécio Neves (PSDB).

O senador foi ridicularizado nas redes sociais com pérolas do tipo “ 84 anos de malandragem/@MarceloTas”;  “malandragem não tem idade” ou “os canalhas envelhecem/@PauloSilva1955”, ou ainda “Faltou timbó... faltou timbó pra pegar traíras das "purrudas"/@alcinea.”. Foram tantas referências ao ridículo que o fato viralizou nas mídias sociais.

Ao que parece, o ato de traição de Sarney tem a ver com o não apoio do PT nacional a sua tentativa de candidatura à reeleição ao senado. Além disso, o senador estaria magoado com a presidente Dilma, já que a candidata não foi ao Maranhão apoiar o candidato do Clã Sarney, Edson Lobão Filho (PMDB), derrotado no primeiro turno.

Dissimulado, votou em Aécio com o broche de Dilma. Precisava?
Sim, precisava.

Veja as impressões do blogueiro maranhanse, John Cutrim

“Ao votar no Amapá, neste domingo, o oligarca maranhense foi à cabine eleitoral e, diante das câmeras de televisão (emissoras de aliados seus no estado), com os dedos simulou digitar o 1 e o 3, o 13 da presidenta Dilma e depois o 4 e 5, 45 de Aécio Neves. Resta saber qual dos números realmente ele apertou.
Na verdade, José Sarney, sabendo que o resultado era imprevisível e que já tinha declarado voto em Dilma, inclusive em artigo divulgado no seu jornal, Sarney também apostou que Aécio Neves poderia levar a disputa. Caso o tucano vencesse, com as imagens ele sairia dizendo que tinha votado no candidato do PSDB.
Afinal, Sarney nunca foi oposição, sempre esteve do lado de quem ganhou.”

Não é comum na senilidade a pessoa tornar-se ridícula, ainda mais de forma escandalizada por caráter torto, isso não, a não ser em se tratando do político mais ultrapassado da república.


__
A infidelidade de Sarney A infidelidade de Sarney Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, outubro 29, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD