Header AD

A infidelidade de Sarney

Mesmo com broche de Dilma (13) no peito, TV flagra José Sarney votando em Aécio(45)

Infiel
O ex-presidente José Sarney (PMDB/AP) esteve no centro das discussões das redes sociais e da mídia nacional durante esta quarta – feira (29) por causa do vídeo da TV Amapá em que aparece votando no candidato Aécio Neves (45), na disputa do segundo turno para presidente da república.

O fato foi percebido pelo blogueiro John Cutrin na noite de segunda feira, 27, e repercutido por este blog na manhã de terça (28). Somente hoje a mídia nacional deu relevância ao fato.

As imagens da TV mostram Sarney usando no peito um broche da petista e candidata a presidente, Dilma Roussef (PT), no entanto, digita o 45 e confirma o voto para Aécio Neves (PSDB).

O senador foi ridicularizado nas redes sociais com pérolas do tipo “ 84 anos de malandragem/@MarceloTas”;  “malandragem não tem idade” ou “os canalhas envelhecem/@PauloSilva1955”, ou ainda “Faltou timbó... faltou timbó pra pegar traíras das "purrudas"/@alcinea.”. Foram tantas referências ao ridículo que o fato viralizou nas mídias sociais.

Ao que parece, o ato de traição de Sarney tem a ver com o não apoio do PT nacional a sua tentativa de candidatura à reeleição ao senado. Além disso, o senador estaria magoado com a presidente Dilma, já que a candidata não foi ao Maranhão apoiar o candidato do Clã Sarney, Edson Lobão Filho (PMDB), derrotado no primeiro turno.

Dissimulado, votou em Aécio com o broche de Dilma. Precisava?
Sim, precisava.

Veja as impressões do blogueiro maranhanse, John Cutrim

“Ao votar no Amapá, neste domingo, o oligarca maranhense foi à cabine eleitoral e, diante das câmeras de televisão (emissoras de aliados seus no estado), com os dedos simulou digitar o 1 e o 3, o 13 da presidenta Dilma e depois o 4 e 5, 45 de Aécio Neves. Resta saber qual dos números realmente ele apertou.
Na verdade, José Sarney, sabendo que o resultado era imprevisível e que já tinha declarado voto em Dilma, inclusive em artigo divulgado no seu jornal, Sarney também apostou que Aécio Neves poderia levar a disputa. Caso o tucano vencesse, com as imagens ele sairia dizendo que tinha votado no candidato do PSDB.
Afinal, Sarney nunca foi oposição, sempre esteve do lado de quem ganhou.”

Não é comum na senilidade a pessoa tornar-se ridícula, ainda mais de forma escandalizada por caráter torto, isso não, a não ser em se tratando do político mais ultrapassado da república.


__
A infidelidade de Sarney A infidelidade de Sarney Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, outubro 29, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD