Header AD

Corrupção no cerne do clã Sarney

Sarney está no Amapá para comandar aliados rumo ao Setentrião

Deputado Moisés Souza, Waldez Góes, senador Sarney, Gilvan Borges e Roberto Góes - reprodução
O clã Sarney está diante de mais uma enxurrada de acusações de corrupção. A mais recente recais sobre Roseana Sarney, no caso do escândalo da Petrobras. Não só ela, mas também seu irmão, Fernando Sarney, acusado de se beneficiar de recursos públicos, de acordo com denúncias do inquérito da Operação Boi Barriga da Polícia Federal; na última semana mais uma acusação partiu do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, que diz que Roseana Sarney recebe propina de empresas que têm contrato com a estatal.

Diante do fracasso iminente do candidato da família ao governo do Maranhão, Edinho Lobão, também acusado por Roberto da Costa de receber propina das empresas ligadas à Petrobras, Sarney parece depositar todas as suas fichas nos candidatos que apoia aqui no Amapá.

Convenhamos, o grupo político que Sarney apoia é tido e havido por parte da população como sendo nocivo aos cofres públicos. Moisés Souza, atual presidente da Assembleia Legislativa(ALAP), é denunciado pelo Ministério Público Estadual por chefiar uma quadrilha e de desviar recursos da ALAP; Waldez Góes dispensa comentários; Gilvam Borges (proprietário de dezenas de meios de comunicação espalhados pelo estado) é investigado pela Polícia Federal por desviar a monta de R$6 milhões da Fundação Nacional do índio, subordinada à FUNASA no Amapá, recursos que eram destinados para a compra de remédios para os indígenas no norte do Estado; Roberto Góes, que passou 56 dias preso no presídio da Papuda em Brasília no final de 2010, em mais um desdobramento da Operação mãos Limpas.

Sarney está em Macapá, aqui, tenta eleger seus amigos mais próximos, como se vê na foto acima, na sua chegada ao aeroporto de Macapá.

Há de se concordar, o grupo que Sarney comanda para tentar retomar o poder, é forte. Um apadrinhado comanda a Assembleia, outro é dono de várias rádios e tvs, que diariamente descem o sarrafo nos adversários políticos, além de outros candidatos que concorrem à majoritária nestas eleições, assim como Waldez, marionetes de primeira hora(?).

Não há como deixar de comentar, diante das circunstâncias de um possível segundo turno, todos os comandados de Sarney haverão de se (re)unir para derrotar as forças de esquerda que estão reconstruindo o Amapá, aqueles que estão à frente tanto do governo quanto da prefeitura.

A guerra começa para valer agora a menos de 30 dias para a eleição, e, certamente, Sarney está na cidade para se estabelecer como o guru do grupo e direcionar a campanha como ele acha que deve ser, aliás, com tanta experiência nas costas pode ajudar bastante seus asseclas locais.

O resultado disso só depois das urnas abertas no dia 5 de outubro.

__
Corrupção no cerne do clã Sarney Corrupção no cerne do clã Sarney Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, setembro 08, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD