Header AD

Acerca do debate da Diário FM

Coerência política versus histórico político comprometedor

Lucas-sarney
O debate realizado na manhã de hoje e transmitido pela rádio Diário FM, com a participação dos candidatos ao Governo do Estado, se materializou sob a ótica da preponderância da coerência política, sem deixar de ter as famosas promessas meramente demagogas de candidatos ao maior cargo do Estado.

Por vezes o debate declinou para a comparação (entre água e óleo) na maneira de governar dos candidatos Camilo e Waldez, ainda que este estivesse ausente.

Para quem acompanhou as argumentações, a coerência, como pareceu evidente, se manteve ao lado do representante da coligação Frente de esquerda que traz Camilo Capiberibe candidato ao governo.

É que manter a coerência parece ser uma missão impossível quando se vive num país que tem fama internacional de descompromisso da classe política comprovada pela imoral e corriqueira prática da corrupção que, comumente, vai parar nas raias da Polícia Federal e escandalizar toda a nação.

Inusitado é perceber a linha torta da incoerência de dois dos candidatos que participam desta disputa eleitoral. Duas figuras que foram de fundamental importância para os dois mandatos do então governador Waldez: Lucas Barreto e Jorge Amanajás.

Ambos foram presidentes da Assembleia Legislativa do Amapá e concederam apoio incondicional para que a governabilidade prevalecesse no governo pedetista. Com isso, os desmandos foram ganhando volume e deslanchando para um final que todos conhecem.

Lucas Barreto comandou a ALAP de 2003 a 2006, deu suporte necessário ao governo desastrado do seu compadre Waldez Góes. Que seguiu com a cooperação do atual candidato do PPS Jorge Amanajás, sucessor de Lucas na ALAP que também comandou a Assembleia por outros 4 anos, de 2006 a 2010, quando, assim como Lucas, sustentou o governo de Waldez, rompendo com o então governador somente no final do mandato, levado pela intenção de concorrer ao governo naquele ano, 2010.

O mesmo desempenho político (torto) se reflete pejorativamente na conduta do candidato Bruno Mineiro, que até bem pouco tempo, dois meses apenas, era secretário de transporte do governo Camilo, mas que acabou se debandando para o lado de uma das figuras mais criticadas e rejeitadas da política brasileira.

Aquele que lamentavelmente continua dando as cartas no cenário político nacional e que há anos vem impondo seu controle total na política maranhense, garantindo o título de Estado mais miserável ao Maranhão; e que ainda insiste em querer comandar a política do Amapá, contando inclusive, com a aliança de três dos candidatos ao governo neste pleito, Waldez Góes e Lucas Barreto, além, é claro, de Bruno Mineiro.

Pelo que se verifica, o histórico desses candidatos deporá contra os mesmos no momento em que o eleitor obrigar-se a decidir o voto.

Indo além, os únicos que se mantiveram na reta da coerência nesses últimos anos foram os candidatos Camilo Capiberibe e Waldez Góes; o primeiro em defesa de um governo republicano (visando o coletivo e, principalmente, a população mais carente) enquanto o outro segue representando genuinamente um governo clientelista (visando o particular e o lucro de seus assessores e patrocinadores).

Dessa forma não é possível definir quem deverá ir para o segundo turno duelar com Waldez Góes, por enquanto esta situação ainda está imprevisível, pois se o que conta são os investimentos em mentiras e campanhas, infelizmente, não veremos quem trabalhou nos últimos anos para garantir o desenvolvimento deste Estado, sem ignorar as dificuldades enfrentadas pela população mais humilde, ofertando melhores condições de vida para o povo que há anos seguia esquecido.

No entanto, se o eleitor perceber as incoerências de alguns candidatos, às vésperas do pleito, será possível provar antes da votação, através dos institutos sérios de verificação de intenção de voto, quem realmente concorrerá no segundo turno.
__
Acerca do debate da Diário FM Acerca do debate da Diário FM Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, setembro 26, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD