Header AD

Provocações infundadas de Marcivânia Flexa

Candidata a deputada federal, Marcivânia Flexa, tenta mais uma vez gerar crise entre PT/PSB

Marcivânia Flexa - reprodução
Na política, não se pode deixar a emoção sobrepujar a razão, caso contrário, o agente político corre o risco de declinar para um fracasso retumbante; alertam os entendidos na arte da política. Acredita-se nesta certeza (?) quando o debate acaba vergando para o lado pessoal ao invés de seguir uma via propositiva. E isto não é bom para quem está em pleno processo eleitoral, já que num momento de campanha deve-se muito mais agregar e “ciscar pra dentro” do que aguçar a repulsa daqueles que têm ojeriza a qualquer tipo de deslealdade.

A julgar pelas atitudes da candidata à Câmara Federal, Marcivânia Flexa (PT), do município de Santana, nota-se que sua experiência não parece dominar lições precípuas da política.

A candidata Marcivânia almeja uma vaga à Câmara baixa pela coligação composta pelos partidos de esquerda PSB/PT/PSOL e PC do B, tendo disputado três eleições sem conseguir êxito em nenhuma delas. A debacle que por ora recai sobre a candidata teve origem ainda em 2011, quando por força de decisão do STF, foram validados mais de 30 mil votos de Janete Capiberibe como deputada federal, ficando a petista bastante desapontada, pois em decorrência disso fora desalojada de Brasília.

Não é a toa que quando se experimenta o gosto do poder e de repente lhe negam esse adocicado prazer é como tirar bombom de criança – o choro é latente. Foi o que parece ter acontecido com a candidata petista.

Desde este episódio as relações entre Marcivânia e o PSB não foram mais as mesmas. A petista fez das tripas coração para levar o PT ao colo de Waldez Góes onde estava cotada para ser a candidata a vice-governadora na coligação do pedetista. Diante dos fatos desfavoráveis na dança das alianças no final de junho, Marcivânia viu seu sonho de compor com Waldez ir para os ares. A executiva nacional e estadual do partido ratificou a aliança PT/PSB. Diante desse revés, a candidata não se conteve e intempestivamente surtou: “Quem considera o PSB de esquerda aqui no AP? Na Área Portuária em STN cadastraram todo mundo no Renda em troca de apoio.”.

Agora, mais uma vez “faz birra” num tom de deboche e desrespeito perante a própria aliança que luta e que tenta barrar o retorno do crime organizado ao tentar vincular no horário eleitoral mais uma provocação: “Não vamos AMARELAR em nossas decisões”, insinua.

Caldo de galinha e cautela não fazem mal a ninguém; esta asserção corriqueira, também, pode ser uma valiosa lição para aqueles que almejam uma carreira política de sucesso.
_

Provocações infundadas de Marcivânia Flexa Provocações infundadas de Marcivânia Flexa Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, agosto 22, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD