Header AD

Provocações infundadas de Marcivânia Flexa

Candidata a deputada federal, Marcivânia Flexa, tenta mais uma vez gerar crise entre PT/PSB

Marcivânia Flexa - reprodução
Na política, não se pode deixar a emoção sobrepujar a razão, caso contrário, o agente político corre o risco de declinar para um fracasso retumbante; alertam os entendidos na arte da política. Acredita-se nesta certeza (?) quando o debate acaba vergando para o lado pessoal ao invés de seguir uma via propositiva. E isto não é bom para quem está em pleno processo eleitoral, já que num momento de campanha deve-se muito mais agregar e “ciscar pra dentro” do que aguçar a repulsa daqueles que têm ojeriza a qualquer tipo de deslealdade.

A julgar pelas atitudes da candidata à Câmara Federal, Marcivânia Flexa (PT), do município de Santana, nota-se que sua experiência não parece dominar lições precípuas da política.

A candidata Marcivânia almeja uma vaga à Câmara baixa pela coligação composta pelos partidos de esquerda PSB/PT/PSOL e PC do B, tendo disputado três eleições sem conseguir êxito em nenhuma delas. A debacle que por ora recai sobre a candidata teve origem ainda em 2011, quando por força de decisão do STF, foram validados mais de 30 mil votos de Janete Capiberibe como deputada federal, ficando a petista bastante desapontada, pois em decorrência disso fora desalojada de Brasília.

Não é a toa que quando se experimenta o gosto do poder e de repente lhe negam esse adocicado prazer é como tirar bombom de criança – o choro é latente. Foi o que parece ter acontecido com a candidata petista.

Desde este episódio as relações entre Marcivânia e o PSB não foram mais as mesmas. A petista fez das tripas coração para levar o PT ao colo de Waldez Góes onde estava cotada para ser a candidata a vice-governadora na coligação do pedetista. Diante dos fatos desfavoráveis na dança das alianças no final de junho, Marcivânia viu seu sonho de compor com Waldez ir para os ares. A executiva nacional e estadual do partido ratificou a aliança PT/PSB. Diante desse revés, a candidata não se conteve e intempestivamente surtou: “Quem considera o PSB de esquerda aqui no AP? Na Área Portuária em STN cadastraram todo mundo no Renda em troca de apoio.”.

Agora, mais uma vez “faz birra” num tom de deboche e desrespeito perante a própria aliança que luta e que tenta barrar o retorno do crime organizado ao tentar vincular no horário eleitoral mais uma provocação: “Não vamos AMARELAR em nossas decisões”, insinua.

Caldo de galinha e cautela não fazem mal a ninguém; esta asserção corriqueira, também, pode ser uma valiosa lição para aqueles que almejam uma carreira política de sucesso.
_

Provocações infundadas de Marcivânia Flexa Provocações infundadas de Marcivânia Flexa Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, agosto 22, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD