Header AD

Desespero: mais uma invenção da "harmonia', cai por terra

Mais uma vez, na guerra da informação política, blog´s e redes sociais desmoralizam imprensa ligada à "harmonia"

Nos últimos dias alguns veículos da imprensa ligada a políticos propagaram, ao que parece, mais uma faceta do desespero: a de que a Coca - Cola teria ido embora do Amapá por causa do "escasso investimento" no Estado. Trata-se de mais um "diabinho" (mentira, mesmo), mais uma de tantas que, pelas pernas que tem, logo o que parece ser verdade derrete-se na velocidade de um clique.
Como ser verdade se diversos projetos estão sendo instalados no Amapá? Investimentos privados como: Shopping Center, grandes lojas de departamentos, supermercados Santa Lúcia, Fortaleza.., construção de condomínios nos quatro cantos da cidade, usina hidroelétrica...
Até as eleições de 05 de outubro aparecerá mais absurdos, mas, nada que não se possa desmontar e desmoralizar através dos meio alternativos de comunicação como os blog´s e redes sociais.

Veja a matéria completa.


Coca-Cola vai cortar mais US$ 1 bi em custos, devido a queda de lucros

SHANNON BOND DO "FINANCIAL TIMES", EM NOVA YORK

A Coca-Cola anunciou que cortaria US$ 1 bilhão em custos até 2016, ao reportar uma queda de 8,4% em seu lucro no quarto trimestre do ano passado. O faturamento da maior fabricante mundial de bebidas foi prejudicado no quarto trimestre pela cisão de suas operações de engarrafamento nas Filipinas e no Brasil e pela desaceleração no crescimento de suas vendas.

"2013 foi marcado por desafios macroeconômicos continuados em muitos mercados de todo o mundo", disse Muhtar Kent, presidente-executivo da Coca-Cola. A demanda está lenta nas economias emergentes, entre as quais China, Índia e México, e no sul da Europa.

A Coca-Cola também está enfrentando um período fraco nos Estados Unidos, seu maior mercado, porque os consumidores norte-americanos estão bebendo menos refrigerantes em função das preocupações de saúde relacionadas ao consumo de açúcar e adoçantes artificiais.

O volume mundial de vendas da Coca-Cola cresceu em 2% no ano passado, ante os 4% de 2012, um ritmo que a companhia definiu como inferior ao esperado e abaixo de sua meta de longo prazo.

No trimestre, o volume mundial de vendas cresceu em 1%. Isso fica abaixo do crescimento mundial de 3% que Wall Street previa para a companhia, e as ações da Coca-Cola caíram em 3,9%, para US$ 37,41, no pregão da tarde em Nova York.

Kent disse que a empresa havia passado por um "solavanco" em 2013, mas se comprometeu a "trabalhar para restaurar o ímpeto" este ano. A Coca-Cola anunciou que reduziria suas despesas em US$ 1 bilhão até 2016 por meio de cortes nos gastos com dados, tecnologia da informação e seu sistema de cadeia de suprimento, e pela reformulação de sua estratégia de marketing.

Os cortes de custos serão cruciais para o crescimento no lucro este ano, e a empresa antecipa que o câmbio reduzirá em 7% sua receita operacional em 2014.
No trimestre, a receita líquida caiu a US$ 1,71 bilhão, ou 38 centavos de dólar por ação, ante US$ 1,87 bilhão, ou 41 centavos de dólar por ação, no ano passado. Desconsiderados alguns itens —entre os quais custos de reestruturação— o lucro por ação foi de 46 centavos de dólar, o que bate com as estimativas dos analistas.

O faturamento caiu em 3,6%, para US$ 11,04 bilhões ante US$ 11,46 bilhões, no trimestre, e ficou abaixo da projeção de US$ 11,3 bilhões de Wall Street.

Para a íntegra do ano, a renda líquida caiu em 4,8%, para US$ 8,6 bilhões, ou US$ 1,90 por ação, ante US$ 9 bilhões, ou US$ 1,97 por ação, em 2012. O lucro anual por ação foi de US$ 2,08, excluídos itens extraordinários. O faturamento caiu em 2,4%, para US$ 46,85 bilhões.

Na América do Norte, as vendas de bebidas caíram em 1% no trimestre e se equipararam às do ano passado. Kent disse que o declínio trimestral se devia principalmente às vendas fracas da Diet Coke.

Na semana passada, a rival PepsiCo anunciou que suas vendas de bebidas haviam caído por volta de 5% no trimestre, enquanto a Dr Pepper Snapple reportou queda de 2%. A Pepsi também anunciou corte de custos, prevendo que a receita em 2014 seria inferior à projetada anteriormente pelos analistas.

A Coca-Cola anunciou que reinvestiria o US$ 1 bilhão em custos cortados para bancar um novo esforço de marketing. No começo do mês, anunciou uma parceria com a Green Mountain Coffee Roasters para colocar à venda suas marcas de bebidas em uma máquina caseira de refrigerantes que chegará ao mercado ainda este ano.
_
Desespero: mais uma invenção da "harmonia', cai por terra Desespero: mais uma invenção da "harmonia', cai por terra Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, agosto 01, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD