Header AD

Sinsepeap em lamaçal de denúncias

Justiça determina bloqueio das contas do Sinsepeap

Diário do Amapá

A juíza Keila Christine Banha Bastos Utzig, titular da 5ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá, determinou o bloqueio de todas as contas bancárias do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepeap). A decisão deferiu medida cautelar proposta por Laércio Mendonça Góes, sob a alegação de que o sindicato se encontra sub judice (processo nº. 31987/2014), e que a atual diretoria “está dilapidando o patrimônio social e impingindo medidas protelatórias para o deslinde do citado processo”.

Laércio e outros sindicalizados pedem a convalidação do pleito eleitoral que foi anulado pela comissão eleitoral do sindicato e a imediata posse da chapa eleita (a chapa 21, Democracia e Unidade), da qual ele faz parte. Ao determinar o bloqueio das contas, a magistrada estabeleceu que a liberação apenas dos valores necessários para o seu funcionamento, como créditos trabalhistas e encargos sociais e tributários, além de negar o pedido de posse da chapa eleita no pleito anterior.

O candidato ao cargo de diretor de assuntos jurídicos e trabalhistas pela Chapa “Força e Construção para o Sinsepeap – 05)”, advogado Walmir Reis Silva, esclarece que já pediu a intervenção no processo, como “terceiro interessado”, requerendo a “ratificação da decisão da comissão eleitoral que anulou o pleito passado”, por estar, segundo ele, “eivado de fraudes”.

A atual diretora de assuntos jurídicos e trabalhistas do sindicato, Francinete Sobral, explica que a anulação do pleito, além das fraudes constatadas de violação de urnas, bem como na divulgação em tempo hábil da lista de pessoas aptas para votar e ser votado, deveu-se ao fato de que os candidatos da chapa que obteve a maioria de votos (21) estarem inelegíveis, “tanto que essa chapa teve 18 candidatos impugnados por falta de prestação de contas de mandatos anteriores na entidade, inclusive com sentença transitada em julgado em processo que tramitou perante a 4ª Vara do Trabalho da 8ª Região, da lavra do Juiz Federal do Trabalho Xerxes Gusmão”, afirma o advogado.

Com a anulação do pleito, o Sinsepeap prorrogou o mandato da diretoria anterior, tendo à frente o professor Aroldo Rabelo,que convocou eleições para o dia 23 de agosto, das 10h às 19h, tendo como local a Escola Estadual Azevedo Costa, no bairro do Laguinho. Até ontem, 29, apenas duas chapas se inscreveram: “Força e Reconstrução – 05”, que tem como candidata a presidente a professora Francinete Sobral, e “Alternativa – 10), com o professor Paulo Freire candidato a presidente. (Ramon Palhares)
_
Sinsepeap em lamaçal de denúncias Sinsepeap em lamaçal de denúncias Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, julho 30, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD