Header AD

MP denuncia coronel do CBM/AP, Enéas Castro Rosa

MP-AP entra com ação de improbidade contra coronel do CBM/AP por convocação ilegal de militares para convenção partidária

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) ingressou com ação de improbidade administrativa contra o coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP), Enéas Castro Rosa, ex-diretor do Centro de Saúde da instituição. Diz a ação que o coronel se aproveitou de sua posição hierárquica para determinar que os bombeiros, sob seu comando, participassem da Convenção Partidária do Partido Socialista Brasileiro (PSB). O MP-AP, diante do que foi citado em depoimentos e nos fatos e fundamentos jurídicos, requer a condenação do Coronel Enéas Rosa.

De acordo com o que foi apurado pelo Ministério Público, no dia 20 de junho, foi publicado, através de “aviso” afixado nos murais do Centro de Saúde e publicado em grupo da rede social whatsapp, mediante ordem do coronel Enéas, a determinação com os seguintes dizeres: “Determino a todos os militares deste Centro que no dia 21 de junho/2014 (sábado), a se fazerem presente na Convenção do Partido Socialista Brasileiro – PSB. Ato de Serviço”.

Pelas regras militares, todos os “avisos” possuem caráter coercitivo/convocatório e, que a expressão “Ato de Serviço” significa que ninguém pode desobedecer à convocação, sob pena de punição.

Em depoimento, o coronel Enéas Rosa declarou ter pedido para a soldada Arlete Anne Sérgio dos Santos (SD Anne) que elaborasse um documento comunicando à corporação sobre o evento, mas sem caráter de “convocação” e, sim, de “convite”. Para justificar o ato, o Coronel emitiu uma Nota de Esclarecimento em que confessa a utilização de pessoal e material de expediente da administração pública para atender interesse pessoal.

Também, em depoimento, a soldada Anne e o subtenente Eduardo Ferreira afirmaram que, na data mencionada, o coronel Enéas requisitou a eles que elaborassem o “aviso” referente à Convenção partidária e “ordenou” que todos os militares do Centro estivessem presentes. E, ainda, que em momento algum, quando a ordem foi dada, o “aviso” foi tratado como “convite”. A SD Anne informou que mediante determinação do coronel, fixou o “aviso” em três dependências do prédio. Já o subtenente  Eduardo afirmou que mediante requisição do coronel, publicou o "aviso" no grupo do Centro de Sáude, na rede social whatapp.

Para os promotores de Justiça Manoel Edi de Aguiar Junior e Rodrigo César Assis, que subscrevem a ação do Ministério Público do Amapá, o coronel Enéas Rosa “praticou ato de improbidade que causa enriquecimento ilícito, pois se utilizou de pessoal e material da administração pública para realizar serviço particular, bem como, violou os princípios da administração pública da moralidade e impessoalidade, pois utilizou de seu poder hierárquico para que os seus subordinados fossem coagidos a irem à convenção partidária, assim como, praticou conduta vedada em período eleitoral.”.

O MP-AP requer a condenação do coronel Enéas por ato de improbidade administrativa de enriquecimento ilícito. A ação foi protocolada no Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), no dia 4 de junho deste ano.

ASCOM/MP
_
MP denuncia coronel do CBM/AP, Enéas Castro Rosa MP denuncia coronel do CBM/AP, Enéas Castro Rosa Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, julho 11, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD