Header AD

Justiça condena jornalistas que atacam a honra do governador Camilo Capiberibe

Depois de condenar Pedro Da Lua e Rodrigo Portugal, a Justiça condena Carlos Lobato e Roberto Gato

Lobato, Da Lua, Portugal e Gato - radialistas e jornalistas de Gilvam Borges condenados pela Justiça - reprodução
Depois de condenar a mais de seis meses de detenção pelo crime de injúria e difamação  os locutores Pedro da Lua e Rodrigo Portugal - que trabalham nas emissoras do ex-senador Gilvam Borges - a Justiça atua mais uma vez para resguardar a honra e repudia baixarias de jornalistas ligados à oposição a Camilo Capiberibe.

Desta vez o juiz Cassius Clay condena o radialista Carlos Lobato e o jornalista Roberto Gato pelos mesmos atos ilícitos praticados por Da Lua e Portugal. No despacho de sentença o juiz entende que foram "extrapolados os limites de liberdade de informação".

O programa do jornalista Roberto Gato, “Tribuna amapaense no Rádio”, profere palavras de baixo calão, utilizando expressões, ao se referir ao governador do Amapá como, "caloteiro", "incompetente" e "corrupto". "Adjetivações que têm força suficiente para qualificar pessoalmente e negativamente a sua pessoa", escreveu o juiz na sentença, se referindo ao governador Camilo Capiberibe.

A representação foi movida pela coligação Frente Popular a Favor do Amapá (PSB/PT/PSOL/PCdoB) e, com a decisão do magistrado, a emissora e o jornalistas estão proibidos de utilizar expressões idênticas, sob pena de multa de R$ 15 mil a cada reincidência.

No programa  “Tribuna da Cidade”, na rádio Tãruma FM, que também pertence ao grupo Beija-Flor, da família do ex-senador Gilvam Borges, o radialista Carlos Lobato  usou praticamente dos mesmos expedientes para macular a imagem do governador.

Neste caso, afirmando que Camilo Capiberibe e a procuradora-geral do Ministério Público do Estado do Amapá, Ivana Cei, e Ministério Público do Trabalho estariam "orquestrando" alguma ação para prejudicar o jornal A Gazeta.

Por conta disso, Carlos Lobato e a emissora também estão proibidos de utilizar expressões que denigram a imagem do governador, sob pena de multa de R$ 15 mil a cada reincidência. (Com informações do Portal MZ).

_
Justiça condena jornalistas que atacam a honra do governador Camilo Capiberibe Justiça condena jornalistas que atacam a honra do governador Camilo Capiberibe Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, julho 31, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD