Header AD

GEA cobra na Justiça fornecedores que não entregam medicamentos

Fornecedores não entregam medicamentos e prejudicam população amapaense

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) está notificando e cobrando a penalização de fornecedores que vem atrasando a entrega de medicamentos e correlatos licitados e empenhados. A postura dos fornecedores causa sérios prejuízos à população com o desabastecimento de medicamentos nos hospitais.

reprodução

reprodução/GEA
Uma audiência de conciliação foi realizada pela Justiça Federal, com a participação da Secretaria de Saúde, para discutir a situação. "A audiência foi convocada pelo juiz federal João Bosco, que, no momento, está fazendo um levantamento da situação da saúde no Amapá. E, nós, colocamos para ele, com muita clareza, as dificuldades que estamos enfrentado para abastecer a rede. Já fizemos vários processos de licitação para compra regular de medicamentos e correlatos, atendendo ao planejamento anual de 2014, mas infelizmente os fornecedores que ganharam essas licitações, não fazem a entrega dos medicamentos, e isso nos impede de trabalhar e oferecer uma atenção adequada à saúde para nossa população" esclareceu o secretário-adjunto da área da Atenção à Saúde da Sesa, Denilson Magalhães.

Denilson destacou que a Sesa realizou uma força tarefa e fez todo o processo legal de aquisição de compra dos medicamentos, mas classifica como uma irresponsabilidade dos fornecedores o fato de não entregarem os medicamentos licitados e, isso vem afetando o sistema. "Essas informações são necessárias para esclarecer o Judiciário e a sociedade, precisamos identificar e punir os culpados pela situação da saúde pública no Amapá", observou.

Segundo ele, a Justiça Federal marcou uma nova audiência e, desta vez, vai convocar os fornecedores que não entregarem os medicamentos. O juiz federal João Bosco foi claro em dizer que as empresas serão notificadas, e que se não comparecerem à Justiça ou regularizarem a entrega dos medicamentos, serão conduzidos pela Justiça Federal.

"Nós já passamos à Justiça Federal a lista dos fornecedores que estão com pendência com a Sesa. O juiz nos garantiu que se eles não entregarem os medicamentos nos prazos legais, serão notificados pela irresponsabilidade de causar prejuízos à saúde população", concluiu.

ASCOM/GEA

Comentário: Editor do blog não acredita que o juiz, de fato, resolva o problema, visto que ele já fora denunciado em Ação de Suspeição de ter ligações com Sarney. Com o oligarca fora do pleito pode ser que se empenhe a ajudar a população.
_
GEA cobra na Justiça fornecedores que não entregam medicamentos GEA cobra na Justiça fornecedores que não entregam medicamentos Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, julho 11, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD