Header AD

Macapaba: governo Camilo realiza o sonho da casa própria

Governo realiza sonho da casa própria e reduz déficit habitacional na capital

Macapaba: governo realiza o sonho da casa própria
O sonho da casa própria para pelo menos 2.148 famílias que vivem no Amapá será concretizado na manhã desta segunda-feira, 23, com a entrega das chaves dos apartamentos da primeira etapa do conjunto Macapaba. O residencial, que vai abrigar até a sua conclusão um total de 4.366 famílias, é o maior investimento em habitação erguido em todo o Amapá na gestão do governador Camilo Capiberibe. Os recursos são do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do governo federal, com contrapartida do Governo do Estado. A presidenta Dilma Roussef confirmou presença na inauguração, marcada para às 11h.


O maior empreendimento habitacional do Governo do Amapá representa também um marco social para o Estado, pois diminuirá em mais de 31,6% o déficit habitacional em Macapá de moradias em condições de risco, e em 17,46% da carência geral de moradas na cidade. Segundo o Censo de 2010, do IBGE, na capital amapaense, a escassez habitacional corresponde a 25 mil casas. Deste total, 13,8 mil estão em condições de risco ou não apresentam condições dignas de moradia, também designadas de habitações subnormais.

E foi pautado neste conceito, de oferecer melhores condições de moradia, que o Macapaba foi erguido. Pelo programa "Minha Casa, Minha Vida", os contemplados foram selecionados pela Caixa Econômica Federal (CEF), inscritos no programa desde 2009. Por intermédio da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (SIMS), 71 famílias vítimas do incêndio ocorrido em outubro de 2013, no bairro do Perpétuo Socorro, serão também agraciadas nesta primeira fase da entrega dos imóveis. O compromisso firmado pelo Governo do Estado logo após o incêndio, foi de proporcionar moradia para 300 dessas famílias, sendo que as demais serão contempladas na segunda fase.

Déficit habitacional

Além do Macapaba, obras do PAC/Habitação acontecem também nos bairros do Aturiá e Congós, onde estão sendo erguidas 909 novas unidades habitacionais, entre casas e apartamentos. Além desses conjuntos habitacionais em construção, estão garantidos o conjunto Miracema, que tem área reservada às margens da Rodovia Norte-Sul, com duas mil unidades previstas, e outras mil unidades para o Conjunto Habitacional Solar Coração, no município de Santana.


"Estamos dando uma resposta significativa para a sociedade a um dos problemas mais centrais da população", diz Camilo Capiberibe. Mas os investimentos do Governo do Amapá não contemplam apenas a capital. Em cada um dos 16 municípios estão sendo erguidas, pelo menos, 40 unidades habitacionais. No Oiapoque e no Laranjal do Jarí serão construídas 50 moradias em cada uma dessas cidades.

Mudança de vida

"Essas unidades habitacionais representam significativa mudança de vida para essas pessoas. Cada apartamento simboliza um sonho realizado e para nós, do governo, a entrega do conjunto é a prova de que temos capacidade técnica e de gestão para gerir grandes obras, e que temos a confiança do Governo Federal", garante o governador Camilo, referindo-se à entrega da primeira etapa do Macapaba.

Exemplo dessa mudança de vida deve ocorrer para a dona Maria do Socorro Cunha, de 52 anos, que deixará o "quartinho" em que vive no bairro Brasil Novo, Zona Norte de Macapá, para morar em um apartamento de cinco cômodos. Dos 600 reais mensais que consegue arrecadar nas casas onde trabalha como diarista, 150 reais são gastos com o aluguel. No Macapaba, Socorro terá de pagar uma taxa mensal de 30 reais como forma de quitar o financiamento feito do banco.

"Estou tão empolgada com a ideia de morar lá, que vou fazer o esforço para pagar sempre duas mensalidades. Ainda assim, terei economizado no fim do mês. Estou super feliz, porque sei que vou viver bem agora, longe de vizinhos barulhentos e do perigo. Morar em um apartamento com cinco cômodos era um sonho que eu achava que nunca eu iria realizar", diz a diarista.

Macapaba: Mais que um conjunto, uma cidade

O empreendimento foi denominado de "Cidade Macapaba" pela grandiosidade de investimentos públicos, populacional e espaço físico. O local congregará a maior concentração de moradias populares em um só residencial e foi construído com infraestrutra adequada para receber os seus primeiros milhares de moradores. O custo total da obra é de R$ R$ 271.594.588,00 - sendo que R$ 32.132.588,00 - são de contrapartida do Governo do Estado, além da desapropriação do terreno também sob responsabilidade do Estado, no valor de R$ 6.600.000,00.

Tudo foi pensado e planejado para atender as necessidades dos moradores. No espaço haverá escolas, Unidades de Policiamento Comunitário (UPCs), Unidade Básica de Saúde, praça, água encanada, energia 24h, asfaltamento, comércio e até rotas de ônibus para garantir deslocamento da comunidade e de quem vive no entorno do conjunto, localizado na rodovia BR-210, Zona Norte da capital. A estimativa do GEA é que o Macapaba seja entregue em sua totalidade até dezembro deste ano.
_
Macapaba: governo Camilo realiza o sonho da casa própria Macapaba: governo Camilo realiza o sonho da casa própria Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, junho 22, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD