Header AD

Nota do PC do B

PC do B convoca frente ampla de esquerda para derrotar o atraso no Amapá

O Partido Comunista do Brasil (PC do B) emite nota nesta sexta-feira, 11, conclamando uma ampla frente de esquerda para derrotar mais uma vez um possível retorno do atraso que se instalou no estado por quase dez anos no decorrer da década passada. O PC do B entende que diante do "desafio apresentado neste cenário[ de pré - campanha eleitoral] convoca todas as forças avançadas, populares e progressistas nucleada pelos partidos consequentes PSB, PT, PSOL e PCdoB, para marcharem juntos na disputa eleitoral, reconduzindo o Camilo Capiberibe ao governo do estado e dessa forma, garantir os avanços do Amapá."

Veja nota abaixo:

UNIDADE DAS ESQUERDAS PARA O AMAPÁ CONTINUAR AVANÇANDO

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB), analisando o quadro político estadual entende que a batalha eleitoral de 2014 deve ser pautada na luta de ideias, tendo como centralidade o seguinte: o Amapá continuar avançando rumo ao desenvolvimento econômico, ambiental e social ou retorna ao atraso da política tradicional.

Na atual fase, o Amapá começa a se organizar em bases sólidas, o seu crescimento e desenvolvimento se dá através de uma política de fomento a produção e investimento em infraestrutura. O resgate da credibilidade diante do governo federal foi fundamental, pois o Amapá com uma receita própria de aproximadamente 40% do orçamento e a construção de três hidroelétricas (Calderão, Ferreira Gomes e Santo Antonio), a prospecção de Petróleo e Central de Grãos na ilha de Santana, somente este 3 eventos transformarão a base econômica e social do Estado.

Na passagem dos 50 anos do golpe militar as esquerdas brasileiras assumiram um novo papel, participando dos processos eleitorais advindos das lutas pela redemocratização, a frente institucional ganhou centralidade no sentido de garantir e a avançar, transformando algumas reivindicações em políticas públicas, com isso, fortalecendo os movimentos sociais e estabelecendo novas relações que aproximam da democracia participativa em detrimento da democracia representativa.

O Amapá foi “criado” em 1943 e elevado a Estado em 1988, ou seja, 71 anos de administração própria, com 26 anos na redemocratização (elegendo para o Executivo e o Legislativo), destes, as forças de esquerdas conduziram o Estado aproximadamente por 12 anos não consecutivos, demonstraram que continuam sendo as forças mais consequentes e lúcidas em apontar caminhos e saídas para o desenvolvimento do Amapá. 

O PCdoB participa no GEA através da Secretaria de Cultura e contribui através da coordenação da Bancada Federal. Para o Amapá continuar avançando é necessário à união popular e a unidade das FORÇAS DE ESQUERDAS consequentes, ampliando com as correntes democráticas comprometidas com o crescimento e o desenvolvimento do Amapá, tendo como base, um programa que avance nas mudanças estruturais e sociais, valorize os trabalhadores do campo e da cidade, que fortaleça sustentabilidade da indústria, do agronegócio, do comércio local e do extrativismo mineral e vegetal.

O desafio apresentado neste cenário convoca todas as forças avançadas, populares e progressistas nucleada pelos partidos consequentes PSB, PT, PSOL e PCdoB, para marcharem juntos na disputa eleitoral, reconduzindo o Camilo Capiberibe ao governo do estado e dessa forma, garantir os avanços do Amapá.

Comissão Política Estadual PCdoB
_
Nota do PC do B Nota do PC do B Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, abril 11, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD