Header AD

MP recorre ao CNJ contra Constantino Brahuna

MP-AP requer ao CNJ pedido de providência contra Corregedor-Geral da Justiça do Amapá

O Ministério Público do Amapá interpôs pedido de providencias ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o corregedor-geral da Justiça do Estado do Amapá, desembargador Constantino Brahuna, por emitir ato normativo que, de acordo com MP-AP, invade a competência legislativa, causando embaraços na tramitação de ações de improbidade administrativa, por estabelecer novas regras processuais, sem estar previstas na legislação pátria.

O conselheiro do CNJ, Gilberto Valente Martins, relata que as práticas que visem acelerar o trâmite de ações de improbidade administrativa e penais relacionadas a crimes contra a administração pública são bem vindas, no entanto, “há clara afronta aos limites da instituição de boas práticas, exorbitando para a instituição novas regras processuais”.

No relatório, o conselheiro também afirma que o ato normativo da Corregedoria do Tribunal de Justiça do Amapá afronta o principio da reserva legal, quando estabeleceu novos prazos e obrigações a magistrados. “O regulamento chega a criar regras para autuação de ações de improbidade administrativa que vai muito além da regulação da Lei 8.429/92, que não estabelece condicionantes para o ajuizamento da ação e, sim, para o seu recebimento”, reforça Gilberto Valente Martins.

O CNJ deferiu liminar para determinar a sustação do provimento até o julgamento final do processo e, ainda, solicitou informações da Corregedoria-Geral de Justiça que deverão ser prestadas em um prazo de 15 dias.

O julgamento será incluído em pauta na próxima sessão do plenário do Conselho Nacional de Justiça.

ASCOM/MPE
_
MP recorre ao CNJ contra Constantino Brahuna MP recorre ao CNJ contra Constantino Brahuna Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, março 13, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD