Header AD

Manobra anti-democrática

Deputado critica a renúncia de Roseana Sarney

Por Humberto Azevedo, especial para Agência Política Real, com edição de Valdeci Rodrigues

O deputado Domingos Dutra (SDD-MA) criticou, da tribuna do plenário da Câmara Federal, a manobra do clã Sarney
O deputado Domingos Dutra (SDD-MA) criticou, da tribuna do plenário da Câmara Federal, a governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB), que renunciará ao governo estadual para contemplar os aliados e permitir que os deputados estaduais de sua base possam eleger um governador tampão até o final do ano.

Segundo o maior opositor a família Sarney, a tática de Roseana é se desincompatibilizar do cargo de governadora até 3 de abril para poder concorrer a uma vaga ao Senado Federal e oferecer o cargo de governador aos parlamentares de sua base na Assembleia Legislativa como forma de agrado ao seu grupo político.

Eleição indireta

A eleição indireta para ocupar um mandato tampão de governador no Maranhão ocorre porque há alguns meses a própria governadora Roseana Sarney nomeou o seu então vice-governador, Washington Luiz, como membro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A tática a ser usada pelo clã Sarney para enfrentar as eleições de outubro é visto pelo parlamentar como uma manobra nada democrática.

“A governadora vai renunciar para disputar o Senado e vão escolher um governador e um vice de forma indireta pela Assembleia Legislativa. Os 6 milhões de maranhenses vão ser substituídos por 42 deputados, ou seja, a oligarquia Sarney transforma as instituições do Estado em um curral, em uma propriedade. É inadmissível que o Maranhão continue fora do mapa do Brasil, que tenha suas instituições transformadas em brinquedo”, esbravejou o deputado.

Mascarando estatísticas

Num outro pronunciamento que fez no plenário Ulysses Guimarães, o deputado Domingos Dutra acusou, ainda, o Governo do Maranhão de mascarar e esconder 400 homicídios ocorridos na Região Metropolitana de São Luís para tentar diminuir os índices de violência no Estado. Segundo ele, este fato foi descoberto recentemente por procuradores do Ministério Público Estadual.

“O Governo do Maranhão não deixa de causar vexame nacional! Agora, o Ministério Público estadual descobriu que nos anos de 2010 e 201, o Governo do Maranhão, coordenado pela senhora Roseana Sarney Mubarack, escondeu 400 homicídios ocorridos na região metropolitana da grande São Luís. Ou seja, para evitar o impacto do número orbitante de homicídios, eles modificaram as estatísticas. Esconderam, colocaram para debaixo do tapete, omitiram o registro de 400 homicídios em dois anos. Ou seja, 200 homicídios a menos só na região metropolitana. Portanto, lamento que a governadora só dê vexame para o povo do Maranhão”, finalizou Domingos Dutra.

_
Manobra anti-democrática Manobra anti-democrática Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, março 05, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD