Header AD

A maça podre da Justiça

Juiz que ironizou CNJ em rede social pede exoneração do cargo

Envolvido em uma polêmica após ter publicado uma foto na praia ironizando o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o juiz federal Marcelo Cesca pediu exoneração do cargo noite de terça-feira (18). De acordo com o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, o pedido não será concedido automaticamente e entrará em um processo já aberto sobre o magistrado. Não há prazo para análise do caso. Em fevereiro, o juiz publicou no Facebook uma foto com trajes de banho sentado em uma cadeira de praia com a legenda: "Eu agradeço ao Conselho Nacional de Justiça por estar há 2 anos e 3 meses recebendo salário integral sem trabalhar". A imagem era uma manifestação pública sobre a sua insatisfação por estar afastado da 15ª Vara do TRF-1, em Brasília.

Continue lendo, aqui.
_
A maça podre da Justiça A maça podre da Justiça Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, março 19, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD