Header AD

A maça podre da Justiça

Juiz que ironizou CNJ em rede social pede exoneração do cargo

Envolvido em uma polêmica após ter publicado uma foto na praia ironizando o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o juiz federal Marcelo Cesca pediu exoneração do cargo noite de terça-feira (18). De acordo com o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, o pedido não será concedido automaticamente e entrará em um processo já aberto sobre o magistrado. Não há prazo para análise do caso. Em fevereiro, o juiz publicou no Facebook uma foto com trajes de banho sentado em uma cadeira de praia com a legenda: "Eu agradeço ao Conselho Nacional de Justiça por estar há 2 anos e 3 meses recebendo salário integral sem trabalhar". A imagem era uma manifestação pública sobre a sua insatisfação por estar afastado da 15ª Vara do TRF-1, em Brasília.

Continue lendo, aqui.
_
A maça podre da Justiça A maça podre da Justiça Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, março 19, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD