Header AD

Propaganda eleitoral antecipada

TRE não reconhece propaganda eleitoral antecipada em programa do PDT

Tribunal Eleitoral não reconhece propaganda eleitoral antecipada de Waldez Góes(PDT/AP)
O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) em sessão realizada nesta quarta-feira (19), decidiu pela improcedência da representação proposta pelo Diretório Regional do Partido Socialista Brasileiro (PSB) contra Antônio Waldez Góes da Silva e o Diretório Estadual do Partido Democrático Trabalhista (PDT), por suposta propaganda eleitoral antecipada em programa partidário exibido na TV, no segundo semestre de 2013.

No mérito, a maioria, julgou improcedente o pedido. Por quatro votos a dois, vencidas as juízas Elayne Cantuária (relatora) e Lívia Peres, a Corte entendeu que não restou configurada a prática de propaganda eleitoral antecipada pelos representados.

A decisão isentou a agremiação e filiado ao partido de multa, que havia sido fixada pela juíza relatora, em R$ 25.000 (vinte e cinco mil reais).

Quando não se caracteriza propaganda eleitoral antecipada

O artigo 45 da Lei nº 9.096/95 (Lei dos Partidos Políticos) prevê que a propaganda partidária gratuita tem por objetivos difundir os programas partidários; transmitir mensagens aos filiados sobre a execução dos programas; eventos e atividades do partido; divulgar a posição do partido em relação a temas político-comunitários e promover e difundir a participação feminina, informações estas que não constituem propaganda eleitoral antecipada, desde que não se mencione possível candidatura, ou se faça pedido de votos ou apoio eleitoral (art. 36-A, inciso II da Lei nº 9.504/97).

Propaganda eleitoral antecipada 

Conforme o artigo 36 da Lei nº 9.504/1997, a propaganda eleitoral antecipada é toda aquela realizada com o fim de promover possível candidatura antes do prazo final para o registro dos candidatos, ou seja, antes do dia 6 de julho dos anos eleitorais. A conduta, que privilegia o candidato infrator em detrimento do equilíbrio da disputa, é punida com multa que varia de R$ 5.000,00 (cinco mil reais)  a R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), ou o equivalente ao custo da propaganda, se este for maior.

Participaram da sessão os juízes Raimundo Vales (Presidente), Agostino Silvério Junior (Vice-Presidente/Corregedor), Ernesto Collares, Elayne Cantuária, Vicente Gomes,  Lívia Peres e Fabio Lobato. Também presente o Procurador Regional Eleitoral, Dr. Miguel Lima.

ASCOM/TRE
_
Propaganda eleitoral antecipada Propaganda eleitoral antecipada Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, fevereiro 20, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD