Header AD

GEA versus LMS

Justiça decide que o GEA pode promover licitação para empresa de vigilância à Seed

Agência Amapá

O desembargador Gilberto Pinheiro deu parecer favorável ao Governo do Amapá, por meio de uma decisão proferida nesta segunda-feira, 18, autorizando o Executivo seguir com o processo licitatório para contratação de empresa de vigilância desarmada para atender as escolas das zonas urbana e rural da rede estadual de ensino, e ao prédio da Secretaria de Estado da Educação (Seed).

O processo foi suspenso em dezembro de 2013, por meio de um mandado de segurança impetrado pela empresa LMS - que atualmente presta esse serviço à Seed.

De acordo com a decisão do desembargador, o Governo do Estado cumpriu com as determinações da liminar, a qual exigia regularizações legais pressupostas no contrato do processo de licitação. O novo edital de convocação, na modalidade pregão eletrônico, dever ser publicado ainda esta semana, segundo a Procuradoria Geral do Estado.

O contrato com a empresa de vigilância LMS iniciou em agosto de 2010, com vencimento em agosto de 2011.

A LMS foi contratada pelo Executivo na gestão passada e perdura no atual governo por liminar judicial. É o maior contrato de prestação de serviço firmado com o Governo do Estado do Amapá, pouco mais de R$ 43 milhões/ano, para fazer a segurança na Seed e em todos os colégios da rede pública em todo o Estado.
_
GEA versus LMS GEA versus LMS Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, fevereiro 18, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD