Header AD

CNJ investiga desembargadora que pagou R$ 16 milhões

A desembargadora Marneide Merabet do Tribunal de Justiça do Pará é alvo de investigação pelo CNJ por autorizar pagamento de 16 milhões a interventor da CELPA

O Conselho Nacional de Justiça decidiu investigar a atuação da desembargadora Marneide Merabet, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, depois que ela decidiu adiantar um pagamento milionário ao interventor judicial da companhia de energia paraense. O caso foi identificado pelo conselheiro do CNJ, Gilberto Valente Martins, que durante o recesso do Judiciário ocupou a Corregedoria Nacional de Justiça. No final do ano passado, a desembargadora autorizou o pagamento de R$ 20 milhões, dos quais R$ 16,4 milhões já foram efetivamente repassados, ao interventor judicial da Celpa (Centrais Elétricas do Pará), Mauro Santos. Em recuperações judiciais, o interventor recebe, tradicionalmente na fase final do processo, uma espécie de bônus, baseado no tamanho da dívida da empresa que foi recuperada. O pagamento adiantado foi requisitado pelo próprio interventor à Justiça. O pedido foi negado pela Justiça de primeira instância, mas posteriormente concedido por Merabet. Leia mais, aqui.
_
CNJ investiga desembargadora que pagou R$ 16 milhões CNJ investiga desembargadora que pagou R$ 16 milhões Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, fevereiro 11, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD