Header AD

Uma aposta no melhor para o Amapá em 2014

Na hora de comparar o governo Camilo Capiberibe dá uma lavagem em Waldez Góes e na oposição midiática 

Por Heverson Castro 

Eu aposto um litro de açaí que tá caro pra caramba, que o governador Camilo Capiberibe dá uma "lapada" de lavagem no Waldez Góes ou em qualquer outro nome da oposição e se reelege em outubro vindouro.

O homem colocou o pé no acelerador e agora ninguém segura mais tantos concursos públicos, hospitais e novos leitos sendo construídos e obras sendo inauguradas, estradas construídas, empregos sendo gerados e o Banco do Povo financiando o pequeno empreendedor.

A nossa maternidade tendo taxa de natalidade positiva e com a mortalidade infantil abaixo da média nacional. O governo enfrentou o desafio de reformar e ampliar o HCAL (Hospital Geral) e o PAI (Hospital da Criança) e as obras estão a todo vapor, enquanto que no passado o que se viu foram 5 secretários de saúde presos pela PF.

O Inep e o MEC mostrando que a nossa educação está avançando. O fim da vergonha dos tempos em que todo ano o Amapá aparecia nas manchetes nacionais com secretários de governo sendo presos e a saúde e educação sendo roubadas não existe mais. Sem falar nas dezenas de escolas construídas e reformadas e aquelas que ainda serão entregues em 2014. Não posso esquecer-me da contratação histórica de novos professores e profissionais por meio de concursos, rompendo com a lógica clientelista/fisiológica dos contratos administrativos que transformavam a Seed em verdadeiro balcão de negócios para políticos e aliados do governo. A educação deixou de ser tratada como um mercado a ser negociada nas bolsas de apostas de empresários e políticos corruptos. Somente os que têm saudade da teta e sectários de partidos de oposição não enxergam porque pensam mais nos seus bolsos do que na educação.

A CEA foi recuperada e passou a investir em obras que melhoram o fornecimento de energia em bairros pobres e comunidades antes esquecidas. As principais rodovias que há décadas estavam abandonadas estão sendo pavimentadas, tirando municípios e comunidades do isolamento.

A Caesa faz o maior investimentos em saneamento e água tratada dos últimos 10 anos e ainda temos o investimento histórico em habitação com o conjunto Macapaba prestes a ser inaugurado, onde nunca antes na história do Amapá um governo investiu tanto em obras de moradias populares, executando e firmando parcerias nunca antes vista com o governo federal.

Se me esqueci de algo importante, me ajude porque é trabalho que não dá pra contar nos dez dedos das mãos.

A Frente Popular avança na ampliação de programas e direitos sociais com o programa “Renda Pra Viver Melhor”, o Onda Jovem, o Passe Social Estudantil e a mão pesada do Estado sendo focada nas comunidades mais pobres, ajudando os excluídos socialmente e os que mais necessitam com programas como o "Morar Melhor" que leva diginidade e direitos humanos aos moradores das áreas de ressaca e baixadas dos aglomerados urbanos.

São diversas ações desenvolvidas no Amapá em três anos de governo que superam os oito anos de desmando do governo Waldez Góes (PDT) e a dita "harmonia" comandada por Sarney, onde a máquina do governo foi encontrada sucateada, fruto da corrupção desenfreada, do clientelismo e do uso do governo para fins privados e para enriquecer grupos econômicos e comprar o silêncio da imprensa amestrada.

Podem comparar porque o Amapá mudou e pra melhor! Quem diz que não mudou é porque tem saudades dos tempos tenebrosos de desmonte do governo e usurpação da máquina governamental para atender interesses nada republicanos.

Mesmo o governo não tendo oposição de verdade no parlamento, até porque sua principal porta-voz não tem autoridade moral e os parlamentares de oposição padecem de qualidade. A única e real oposição ao governo Camilo Capiberibe são os meios de comunicação de massa do coronel midiático Gilvam Borges, que esqueceram na lata do lixo a palavra "jornalismo" e se transformaram no verdadeiro partido da oposição midiática. Se esses grupos atrasados com apoio de Sarney não tivessem esse império de comunicação à sua disposição, a oposição estaria mais perdida do que sempre foi, pois falta qualidade pra fazer um amplo debate propositivo sobre os problemas do Amapá que aos poucos estão sendo resolvidos.

Isso se a rimpada não for no primeiro turno ou Waldez Góes não for condenado ou preso até outubro? Quem aposta comigo?
_
Uma aposta no melhor para o Amapá em 2014 Uma aposta no melhor para o Amapá em 2014 Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, janeiro 10, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD