Header AD

Senador Capiberibe aponta artigo sobre o caos no Maranhão

O senador socialista João Capiberibe diz que o Amapá escapou "do trágico destino do Maranhão".

Veja o estrago que um governo clientelista e corrupto pode causar à sociedade!
Caminhávamos a passos largos na direção do caos quando, em 2010, a Polícia Federal prendeu os cumpridores das ordens de Sarney no Amapá, tornando a disputa mais equilibrada, permitindo a vitória da aliança liderada pelo PSB, partido comprovadamente republicano e honesto, cujo governador Camilo Capiberibe, a duras penas, desmontou a rede clientelista e corrupta que herdou dos pupilos de Sarney. Mais que isso, conseguiu recuperar a credibilidade perdida, organizou equipes técnicas, elaborou projetos e acessou recursos para grandes investimentos, que hoje estão em andamento em todo o Estado.Foi assim que escapamos do trágico destino do Maranhão. (JOÃO CAPIBERIBE)

INTERVENÇÃO JÁ!
Eliane Cantanhêde
Folha de São Paulo
07/01/2014 - 03h00

BRASÍLIA - Não bastasse ser o último, ou estar na rabeira, do IDH, do ensino de matemática, do ensino de português, do saneamento básico e por aí afora, o Maranhão dos Sarney choca o país, quiçá o mundo, com atos de pura barbárie.

Só os cineastas mais violentos, talvez nem eles, poderiam produzir cenas em que dissecam a perna de um preso (ou seja, sob a custódia do Estado brasileiro). Tiram a pele, depois músculos, veias, artérias, até o osso.

Também só cineastas doentios, talvez nem eles, armariam o cenário, destacariam atores e filmariam pessoas (também sob a responsabilidade do Estado) sendo decapitadas.
Onde nós estamos?

Foram estupros e 60 mortes em 2013, e 2014 já começou com mais duas. A crise extrapolou as grades e foi parar nas ruas, onde vândalos atacaram ônibus e atearam fogo numa menininha na... "Vila Sarney". Ela morreu ontem. A mãe está mal.

Meu pai nasceu em Pedreiras, o foco macabro é a penitenciária de Pedrinhas e essa nova crise não deixa pedra sobre pedra na biografia do patriarca José Sarney no seu Estado de origem. O vandalismo dos presos não é isolado. Apenas reflete a situação carcerária que, por sua vez, reflete a calamidade pública geral.

Folheiam-se os jornais e encontram-se ali, entre os recordes do pior nisso, pior naquilo, outras muitas histórias horripilantes. Cito uma, porque o espaço é curto: os carros, carteiras, cadeiras e os materiais escolares que foram enviados pelo governo federal para a Prefeitura de São Luís, novíssimos, apodreceram debaixo de sol, chuva e descaso, sem jamais terem sido usados.

Tudo se encaixa. Ontem mesmo, a empregada lá de casa comentou: "A moça da vizinha não sabe ler nem escrever. Pensei que não existia mais isso". De onde ela é? "Do Maranhão".

A realidade supera a ficção mais macabra e soa patético o governo Roseana se irritar e responder à Procuradoria Geral que são "inverdades".

Intervenção já!

Eliane Cantanhêde, jornalista, é colunista da Página 2 da versão impressa da Folha, onde escreve às terças, quintas, sextas e domingos. É também comentarista do telejornal "Globonews em Pauta" e da Rádio Metrópole da Bahia. 
elianec@uol.com.br
_
Senador Capiberibe aponta artigo sobre o caos no Maranhão Senador Capiberibe aponta artigo sobre o caos no Maranhão Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, janeiro 08, 2014 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD