Header AD

Serra desiste de concorrer à presidência

Anúncio foi feito no Facebook : Ao desistir, Serra já tinha matado o PSDB

Diário do Centro do Mundo - Por Paulo Nogueira (*)

Incompetente e desagregador
Incompetente e desagregador
Serra publicou nesta segunda no Facebook um texto na no qual desiste da candidatura à presidência. Os dirigentes do PSDB, segundo Serra, devem formalizar o nome de Aécio Neves para a disputa ao Palácio do Planalto “sem demora”. Na mensagem, ele agradeceu “a todos aqueles que têm manifestado o desejo” de que ele concorra novamente à sucessão presidencial.

O que muda com o anúncio da desistência de Serra de concorrer em 2014 é: nada.

A vida de Aécio, suposto beneficiário, não vai ficar melhor e nem pior. Só um milagre levará Aécio e o PSDB ao segundo turno em 2014.

É um partido vencido pelo tempo. Não tem causa, não tem visão, não tem propósito, não tem militantes, não tem votos, não tem novos líderes, não tem futuro: em suma, não tem nada.

O PSDB vai morrendo como a UDN: rejeitado pelo povo e abraçado com o que existe de mais conservador e retrógrado no país.

A chance de Serra de ganhar era zero. Mesmo assim, ele se comportou, nos últimos meses, como se fosse um candidato forte, num dos mais notáveis delírios da política brasileira desde que Jânio renunciou sob o impacto de “forças ocultas”.

Se você pode apontar um nome como o responsável pelo esfacelamento do PSDB, é o de Serra.

Sua carreira política pode ser resumida assim: matou o PSDB, a golpes de empáfia, inépcia administrativa, desonestidade nas campanhas e atitudes francamente desagregadoras.

Serra foi se deslocando, nos últimos anos, para a direita, e acabou arrastando com ele um PSDB que surgira no centro-esquerda com uma plataforma social-democrata. Basta ver qual é o jornalista mais afinado com Serra, sua alma gêmea: Reinaldo Azevedo.

O episódio que ficará para a história, acima de todos os outros, é o Atentado da Bolinha de Papel, com o qual ele tentou convencer os brasileiros de que fora vítima de terrorismo petista na última campanha presidencial.

Você vê São Paulo – a cidade e o Estado – e constata o tamanho da incompetência de Serra como prefeito e governador. É a pior incompetência, porque se manifesta disfarçada de sabedoria e se apresenta, para enganar os iludidos, de paletó e gravata.

O único serviço em que Serra realmente brilhou foi na liquidação do PSDB. A tibieza colossal de FHC, que jamais conseguiu controlar Serra, também colaborou.

Houve um momento em que o partido poderia aspirar a se renovar, se Serra caísse fora.

Agora, ele pode sumir, pode ir para o Tibete e levar vida de monge, mas é tarde demais. Já matou o PSDB.

(*)O jornalista Paulo Nogueira é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.
_
Serra desiste de concorrer à presidência Serra desiste de concorrer à presidência Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, dezembro 17, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD