Header AD

Um marco para a Juventude

Transporte coletivo: Governo e Prefeitura garantem gratuidade a dez mil estudantes carentes

Da Redação - Agência Amapá
Decisão conjunta do governador Camilo Capiberibe e do prefeito Clécio Luís que beneficia
 estudantes amapaenses é um exemplo para o Brasil.

O Amapá é uma das primeiras unidades da Federação a dar um largo passo na direção da principal reivindicação das manifestações nacionais de junho: o Passe-Livre.

Batizado de "Passe Social Estudantil", o novo benefício, lançado pelo Governo do Estado e Prefeitura de Macapá na manhã desta terça-feira, 26, garante a gratuidade no transporte coletivo a estudantes carentes do ensino público, dos níveis fundamental, médio e superior. A medida, que vai atingir de imediato aproximadamente dez mil beneficiários, vale para as linhas que trafegam na capital e no trecho Macapá/Santana.

Para o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, a decisão é uma resposta às reivindicações do movimento "Vem pra Rua", que, no mês de junho, levou milhões de brasileiros em todo o país a protestarem e reivindicarem melhorias em quase todos os setores da administração pública, em especial com relação à mobilidade urbana.

"É uma reivindicação de várias gerações que começamos a atender. Primeiramente com quem mais precisa e, futuramente, estudaremos uma forma de estender esse benefício. Mas o importante é que, nesse momento, quem mais precisa não vai mais pagar transporte para estudar", assegurou o governador.

Já o prefeito Clécio Luís evidenciou a decisão conjunta dos Executivos.

"Essa medida não caiu do céu, ela não é de graça. Eu e o governador Camilo reunimos as nossas equipes técnicas e fizemos um minucioso estudo. Tivemos a coragem política de tomar essa decisão, que é um exemplo para o Brasil", considerou.

De acordo com a secretária de Estado da Inclusão e Mobilização Social, Cláudia Camargo Capiberibe, inicialmente, o Passe Social Estudantil abrangerá alunos e acadêmicos que pagam meia-passagem e estão cadastrados no Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Amapá (Setap). Os Executivos Estadual e Municipal irão arcar com o custo da outra metade, que antes era paga por esses estudantes – valor que corresponde a R$ 500 mil mensais. O pagamento desse montante será agora equacionado da seguinte forma: o governo custeará 2/3 do total e a prefeitura garantirá 1/3 da conta.

Os beneficiários do Passe Social Estudantil também devem pertencer às famílias atendidas pelos programas sociais Renda para Viver Melhor, Bolsa Família, Onda Jovem e Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). É o caso de Nelson Rafael, aluno da Escola Estadual Lucimar Amoras Del Castillo. Beneficiário do Renda para Viver Melhor, ele faz duas viagens para sair de casa, no bairro Marabaixo III, Zona Oeste de Macapá, e chegar na escola, no bairro Santa Rita, bairro vizinho ao Centro da cidade. O trajeto é de sete quilômetros.

"Não tem como eu ir andando. Pago duas meia-passagens cinco ou seis dias por semana. Por isso, achei excelente a iniciativa do governador Camilo e do prefeito Clécio. Agora a mamãe não vai mais precisar pagar passagem porque será de graça. Vai ajudar cem por cento", comemorou o jovem estudante.

A lei que regulamentará o Passe Social Estudantil foi encaminhada na manhã desta terça-feira, em regime de urgência, para aprovação na Assembleia Legislativa do Amapá. A meta do Governo do Estado e da Prefeitura de Macapá é que o benefício possa valer a partir do próximo dia 1º de dezembro.

Elder de Abreu/Secom
_
Um marco para a Juventude Um marco para a Juventude Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, novembro 26, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD