Header AD

Senador Capiberibe visita DOI-Codi em São Paulo

Subcomissão da Memória visita centro de repressão da ditadura militar em SP

O antigo prédio do DOI-Codi na rua Tutóia, em São Paulo, onde funcionou o centro de repressão política no Estado durante a ditadura militar, foi visitado hoje pela Subcomissão Verdade, Memória e Justiça, presidida pelo senador João Capiberibe (PSB-AP). Além de Capiberibe, a diligência contou com a presença da senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e dos deputados federais Luiza Erundina (PSB-SP) e Ivan Valente (PSOL-SP).

Os parlamentares foram guiados nas dependências do prédio pelo jornalista Moacyr de Oliveira Filho, pelo funcionário público Ary Costa Pinto, pelo jornalista Antonio Carlos Fon e pela advogada Darci Myiaki, todos presos e torturados nas dependências do DOI-Codi. “Este local é emblemático daquela época e hoje está completamente abandonado. Ele precisa ser transformado em centro de memória”,disse o senador João Capiberibe. Nestas dependências, foram assassinados pelo menos 52 pessoas, entre outros, o jornalista Vladimir Herzog, em outubro de 1975.

Os ex-presos políticos têm lembranças tenebrosas do local. “Eu estava aqui quando mataram o Jonas, como era conhecido o Virgílio Gomes da Silva. Me tiraram do pau de arara para colocá-lo. Ele ficou horas agonizando antes de morrer”,disse o jornalista Antonio Carlos Fon. Apesar de reconhecer os locais onde foram torturados, todos os militantes que estiveram presentes foram unânimes em considerar que o prédio está bastante alterado. “Está completamente desconfigurado”, afirmou Moacir de Oliveira Filho. “Nós, juntos, somos capazes de recriar o ambiente. Passei sete meses aqui”, afirmou Darci Miyaki, que participou da Ação Libertadora Nacional (ALN).

O senador Capiberibe afirmou que nas próximas semanas a Comissão visitará locais utilizados como centro de tortura no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro, onde já foi visitado o antigo DOI-Codi e agora será vistoriada a Base Aérea do Galeão, onde funcionava o centro de repressão da Aeronáutica.“Esse centro de tortura do DOI Codi de São Paulo ganha de longe em termos de crueldade e do número de pessoas mortas. Trata-se do maior centro de tortura do período da ditadura militar. Portanto é fundamental que a gente o transforme em centro de memória, como pretende a Comissão Nacional da Verdade", afirmou Capiberibe.

IMG-20131111-WA0011
Moacir Oliveira Filho, Capiberibe e Erundina
capi fon moacir e valente copy copyCCapiberibe, Antonio Carlos Fon, Ivan Valente e Moacir Oliveira Filho
IMG-20131111-WA0014 copy
O portão da verdadeira entrada do Doi Codi, na rua Carvalhal

ASCOM/Gab do sen. João Capiberibe
_
Senador Capiberibe visita DOI-Codi em São Paulo Senador Capiberibe visita DOI-Codi em São Paulo Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, novembro 12, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD