Header AD

Incêndio: Governo e Prefeitura amparam desabrigados

Governo e Prefeitura garantem moradia às vítimas do incêndio no bairro Perpétuo Socorro

Da Redação da Agência Amapá
Executivos estadual e municipal, juntamente com a bancada federal, encontraram uma solução habitacional para as vítimas do incêndio
Os Executivos estadual e municipal encontraram uma solução habitacional para as vítimas do incêndio que destruiu, na quarta-feira, 23, aproximadamente 250 casas na baixada localizada atrás da Feira da Avenida Ana Nery, no bairro Perpétuo Socorro, Zona Leste de Macapá.

Todas as 397 famílias que moravam no perímetro atingido pelo fogo serão contempladas com moradias definitivas dos programas habitacionais executados pelo Governo do Estado e pela Prefeitura Municipal.


De acordo com o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, 297 unidades habitacionais do Conjunto Macapaba, localizado na BR-210, Zona Norte da cidade, serão reservadas à parte das famílias desabrigadas. Já o prefeito Clécio Luís anunciou 100 casas do Residencial Mestre Oscar Santos, que fica situado no bairro do Ipê, também na Zona Norte da capital amapaense.

"Após uma minuciosa análise técnica no cadastramento dos programas habitacionais que estão sendo executados pelo governo e a prefeitura, juntamente com membros da bancada federal, senadores João Capiberibe, Randolfe Rodrigues e a deputada Janete Capiberibe, constataram que é possível incluir as vítimas do incêndio nessa política sem prejuízo legal ao próprio cadastramento", explicou o governador Camilo Capiberibe.

O Conjunto Macapaba está previsto para ser inaugurado em dezembro e o Residencial Mestre Oscar, até o final do próximo mês. Enquanto isso, as famílias serão beneficiadas com o Aluguel Social, cujo valor de R$ 350 – preconizado pelo Governo Federal em casos de sinistros – começará a ser liberado na segunda-feira, 28. "Assim que for concluído o cadastro dessas pessoas, nós as remanejaremos às respectivas unidades habitacionais", explicou o prefeito Clécio Luís.

A solução habitacional virá acompanhada de uma ajuda de custo para mobiliar as novas casas, já que a maioria das famílias atingidas perdeu quase todos os móveis no incêndio.
Camilo Capiberibe evidenciou que o cadastro dos futuros contemplados será rigoroso. "Técnicos do governo e da prefeitura estão trabalhando em conjunto para evitar a ação de oportunistas. Não vamos, jamais, permitir fraude nesse processo", ponderou o governador.

Outras medidas

Além da solução habitacional, os Executivos estadual e municipal decidiram unir forças também na organização do apoio às vítimas. Após longa reunião, realizada no Palácio do Setentrião nesta quinta-feira, 24, entre o governador, o prefeito e gestores de ambos Executivos, um novo protocolo de Defesa Civil foi estabelecido para organizar todas as ações de assistência aos desabrigados e desalojados.


A partir de agora, atividades como recebimento e distribuição de alimentos e atuação de voluntários, entre outras, serão gerenciadas por uma Coordenação Geral, que ficará sob o comando da secretária de Estado da Inclusão e Mobilização Social, Cláudia Camargo Capiberibe. Já o funcionamento dos alojamentos ficará a cargo das Defesas Civis do governo e da prefeitura.

Outra medida de segurança é o isolamento da área atingida pelas chamas. A decisão visa impedir a ocupação ilegal do local.

Elder de Abreu/Secom
_
Incêndio: Governo e Prefeitura amparam desabrigados Incêndio: Governo e Prefeitura amparam desabrigados Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, outubro 25, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD