Header AD

Grampos comprometem empresário Luciano Marba

Pego em grampo autorizado pela Justiça empresário Luciano Marba revela suposta participação em crime que vitimou ex-sócio

No grampo telefônico requisitado pelo Ministério Público e autorizado pela Justiça, que foi divulgado em uma rádio hoje pela manhã, o empresário Luciano Marba, dono da LMS Vigilância, revela suposta participação no complô que executou com seis tiros o seu ex-sócio, Edival Fernando Coelho de Queiroz, assassinado no dia 23 de fevereiro deste ano. Em conversa com sua esposa, Sheila Marba, sem saber que estavam sendo monitorado pelo Ministério Público e pela Polícia, o empresário se mostra fazendo ameaças. Ele foi preso por mandado da 2ª Vara do Tribunal do Juri na última quarta-feira, 23, liberado dois dias depois sob suspeita na morte do seu ex-sócio.

Por causa do crime o empresário revela ainda que sofre chantagem por alguém que não aparece na gravação. “Eu não vou ser chantageado, deixa eu te dizer ...eu...eu..sou eu quem estou te falando, eu não vou ser chantageado e a pessoa que tá fazendo isso (...) eu não vou dá um milhão de reais, nem em sonho eu vou dá um milhão de reais...a pessoa tá marcado pra ela ir receber, mas só que ela vai morrer, ela vai morrer...”.

Segundo o jornalista Paulo Silva, que divulgou o áudio, o empresário é acusado de pagar mais de 90% da imprensa amapaense. Talvez por isso justifique o sepulcral silêncio em vários jornais e rádios ligados a políticos em Macapá.

Ouça o Áudio:

_
Grampos comprometem empresário Luciano Marba Grampos comprometem empresário Luciano Marba Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, outubro 28, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD