Header AD

Vergonha nacional

3 anos da 'Mãos Limpas': Enquanto o AP era saqueado, o caos na saúde da ‘HARMONIA’ matava 26 bebês

Há exatos três anos, a Polícia Federal desfraldou uma operação para prender várias autoridades do Estado do Amapá que resultou na captura do então governador Waldez Góes, sua esposa Marília Góes, dos secretários de Saúde, Uilton Tavares e Abelardo Vaz, do secretário de Segurança Pública, Aldo Ferreira, e do secretário de Educação, Adalto Bitencourt, entre outros. A operação, que foi batizada de 'Mãos Limpas' – em clara oposição irônica ao que verdadeiramente acontecia no Estado –, revelou toda sorte de falcatruas feitas para desviar o dinheiro público que até hoje causam dor, sofrimento e vergonha à população amapaense.

 Do MZ Portal 

A investigação da Polícia Federal levantou toda a extensa rede de ramificações lesivas ao Estado que, segundo a PF, tinha como principal ator o então governador Waldez Góes. As manchetes dos jornais da época dão a dimensão do esquema descoberto.



Uma das graves consequências da rapinagem aos cofres públicos foi o sucateamento de várias áreas de governo. Na saúde pública, por exemplo, a falta de investimentos na ampliação da rede de atendimento diante de uma população em constante crescimento levou ao estrangulamento do sistema de saúde. No final de 2010, a rede tinha apenas três leitos de UTI funcionando no Hospital de Clínicas, três leitos de UTI no Hospital da Criança e do Adolescente e dois leitos de UTI no Hospital de Emergência com aparelhos obsoletos e antigos.

A situação da saúde era tão grave que, em 2010, a tragédia da morte de 26 bebês em apenas três meses na Maternidade Mãe Luzia deu a dimensão dramática do problema e virou matéria nacional, levando a Diocese de Macapá a divulgar uma carta contra a corrupção no Amapá. Leia abaixo trecho da carta da Diocese e manchetes dos jornais denunciando o caos na saúde em 2010.

"É nossa obrigação pastoral compartilhar com vocês os clamores e as angústias das muitas pessoas que procuram nossas comunidades e nossas pastorais para dizer a dor, o descaso e a humilhação que sofrem. É o clamor das famílias dos 26 bebês que morreram na maternidade pública entre os dias 26 de dezembro e 8 de fevereiro". (Diocese de Macapá)



_
Vergonha nacional Vergonha nacional Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, setembro 10, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD