Header AD

Nota de Esclarecimento

Nota de Esclarecimento sobre licitação de limpeza da Secretaria de Saúde

Em relação à matéria publicada no jornal "A Gazeta", edição desta sexta-feira, 27, que diz que "TCE anula atos de licitação milionária da Sesa", o Governo do Estado vem a público esclarecer que:

- O Tribunal de Contas do Estado (TCE) não anulou o processo licitatório, e sim notificou o Estado do Amapá de recomendação relativa a procedimentos do pregão eletrônico para a contratação de empresa para execução de serviços de limpeza, higienização e conservação das unidades hospitalares do Estado;

- Ao veicular material inverídico, o jornal "A Gazeta" está defendendo interesses empresarias da empresa Amapá Serviços, que presta serviços para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), sem contrato e mediante decisão judicial;

- É importante esclarecer que a situação atual da empresa vem causando diversos transtornos ao trabalho de assistência à saúde e à manutenção da rede hospitalar, além da referida empresa atrasar injustificadamente o pagamento dos salários de seus funcionários;

- A empresa Amapá Serviços está envolvida em diversos escândalos de corrupção e seus administradores, inclusive, num passado recente, foram presos em diversas operações da Polícia Federal;

- O Governo do Estado informa ainda que a presente licitação está sendo realizada de acordo com todos os preceitos legais, conduzida pela SESA com estreito acompanhamento da Procuradoria Geral do Estado e nos mesmos moldes de duas grandes licitações já concluídas e homologadas, não havendo, portanto, razão para suspensão, menos ainda para anulação da mesma;

- Entretanto, não se pode conceber que um licitante possa vir a atrasar todo o procedimento, causando, assim, não apenas o engessamento dos procedimentos administrativos para a contratação de empresas prestadoras de serviços essenciais na rede de saúde estadual, mas, sobretudo, percalços e contratempos à prestação de serviços à sociedade, além de possíveis danos irreparáveis ou de difícil reparação à coletividade em razão da solução de continuidade ou de impedir a contratação de empresas em condições muito mais vantajosas ao Erário;

- Finalmente, o Governo do Amapá vem a público declarar que confia no trabalho efetuado pelo Tribunal de Contas do Estado e espera que o mesmo não seja utilizado como instrumento em disputas empresariais.
Foto: Nota de Esclarecimento sobre licitação de limpeza da Secretaria de Saúde Em relação à matéria publicada no jornal "A Gazeta", edição desta sexta-feira, 27, que diz que "TCE anula atos de licitação milionária da Sesa", o Governo do Estado vem a público esclarecer que:

- O Tribunal de Contas do Estado (TCE) não anulou o processo licitatório, e sim notificou o Estado do Amapá de recomendação relativa a procedimentos do pregão eletrônico para a contratação de empresa para execução de serviços de limpeza, higienização e conservação das unidades hospitalares do Estado;

- Ao veicular material inverídico, o jornal "A Gazeta" está defendendo interesses empresarias da empresa Amapá Serviços, que presta serviços para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), sem contrato e mediante decisão judicial;

- É importante esclarecer que a situação atual da empresa vem causando diversos transtornos ao trabalho de assistência à saúde e à manutenção da rede hospitalar, além da referida empresa atrasar injustificadamente o pagamento dos salários de seus funcionários;

- A empresa Amapá Serviços está envolvida em diversos escândalos de corrupção e seus administradores, inclusive, num passado recente, foram presos em diversas operações da Polícia Federal;

- O Governo do Estado informa ainda que a presente licitação está sendo realizada de acordo com todos os preceitos legais, conduzida pela SESA com estreito acompanhamento da Procuradoria Geral do Estado e nos mesmos moldes de duas grandes licitações já concluídas e homologadas, não havendo, portanto, razão para suspensão, menos ainda para anulação da mesma;

- Entretanto, não se pode conceber que um licitante possa vir a atrasar todo o procedimento, causando, assim, não apenas o engessamento dos procedimentos administrativos para a contratação de empresas prestadoras de serviços essenciais na rede de saúde estadual, mas, sobretudo, percalços e contratempos à prestação de serviços à sociedade, além de possíveis danos irreparáveis ou de difícil reparação à coletividade em razão da solução de continuidade ou de impedir a contratação de empresas em condições muito mais vantajosas ao Erário;

- Finalmente, o Governo do Amapá vem a público declarar que confia no trabalho efetuado pelo Tribunal de Contas do Estado e espera que o mesmo não seja utilizado como instrumento em disputas empresariais.

ASCOM/GEA

_
Nota de Esclarecimento Nota de Esclarecimento Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, setembro 28, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD