Header AD

O comércio no balneário do Curiaú

Período de férias movimenta a economia local na comunidade do Curiaú

No primeiro domingo de julho, 7, iniciou o período das férias no balneário do Curiaú, localizado a uma distância de dez quilômetros de Macapá na AP-70. O evento chamado de “Macapá Verão”, promovido pela prefeitura da capital, marca o ponto culminante da comunidade em relação ao comércio praticado no Curiaú. Logo pela manhã, a partir das 7h e 30 minutos, os pequenos ambulantes começam a chegar na área de maior movimentação das proximidades dos quiosques no entorno do igarapé que corta a principal estrada desta comunidade.

Em um dos maiores restaurantes da localidade chamado de Refúgio dos Quilombos, o vendedor Alanso dos Santos informa que os pratos típicos mais consumidos neste período é o “camarão no bafo, o peixe frito e também o pirarucu tem muita saída”, diz. Já o vendedor Valcir de Aguiar, ambulante que vende óculos, fala que o período das férias é o melhor momento para se ganhar uma grana extra: “rapá os preço aqui tudo são igual”, diz em comparação aos preços praticados em Macapá, informa ainda que a média dos óculos fica em torno de R$10,00 (dez reais).

Conversamos com dois casais na hora do almoço, Ane Coutinho Lopes e seu marido, João José, ambos dizem que os preços são mais salgados que aqueles cobrados em Macapá, principalmente do peixe frito, prato que é mais consumido, no caso o filhote frito, seguido da carne de sol.

Há outros pequenos produtos como “chops de frutas” comercializados por ambulantes de passagens, ou seja, aqueles que vendem apenas nesse período de férias, assim informa umas das nativas do quilombo, Maria do Rosário, que no momento desta matéria vendia chop´s a um preço de R$0,50 a unidade. Outros vendem bananas e batatas fritas, além dos famosos “churrasquinhos de gato” que são aqueles tradicionais de carnes, frangos e toscanas no espeto vendidos a R$3,00 acompanhados de farofa e o completo é comercializado a R$4,00. Sendo estes últimos uma alternativa para quem deseja fugir dos preços mais altos praticados nos restaurantes do entorno do balneário.

Veja abaixo os preços cobrados nos dois principais restaurantes do Curiaú: Bar do Dico e Refúgio dos Kilombos

Foto1 – Bar do Dico
Foto2 – cardápio - preços do Refugio dos Kilombos
Foto3 – Cliente comprando óculos
Foto4 - refeição alternativa
Foto5 – cardápio do Bar do Dico
_
O comércio no balneário do Curiaú O comércio no balneário do Curiaú Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, julho 17, 2013 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD